Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Hitach cria novo robô. Além de multiapto, atua também como cirurgião.

O primeiro robô multifunções acaba de ser desenvolvido por pesquisadores japoneses, acadêmicos e industriais, das Universidades de Tóquio, de Kyushu, de Osaka e da empresa Hitachi. Podendo ser usado em procedimentos cirúrgicos em diferentes órgãos (coração, pulmões, intestinos), minimiza o sangramento, reduzindo assim o impacto sobre os pacientes.

O robô, conforme os pesquisadores, poderá ser utilizado até mesmo para endoscopia (exame feito com o endoscópio: instrumento usado para investigações e intervenções nas cavidades do corpo), procedimento que necessita de elevada competência, durante o qual acidentes são freqüentes.

Constituído de quatro finos braços, que são inseridos no corpo do paciente através de pequenos orifícios, um dos braços do robô atua como endoscópio, enquanto os outros três são equipados com instrumentos cirúrgicos que realizam intervenções, tais como os fórceps, por exemplo.

Um monitor projetando imagens, em três dimensões, do interior do paciente, auxilia o médico no controle do robô. Este é tão preciso que obedece rigorosamente aos comandos do médico, permitindo movimentos que não seriam possíveis aos humanos. Dotado de uma função de navegação, o robô mostra o local que deve ser tratado e ainda os vasos sangüíneos próximos.

Mais informações podem ser obtidas em http://www.lelectronique.com.
Consultado em 31 de julho de 2004. (Tradução/Texto - MIA)


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco