Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Ervas daninhas dão plástico.

O RITE (Research Institute of Innovative Technology for the Earth), instituto de pesquisa pública e a Honda, ambos do Japão, desenvolveram conjuntamente um método que permite sintetizar polipropileno a partir de ervas daninhas. Atualmente sintetizado a partir do petróleo, a utilização de material vegetal permitirá reduzir de 60% as emissões de CO2 induzidas por sua produção.

A celulose proveniente das ervas daninhas é inicialmente decomposta em açúcares, que são fermentados em propano-2-ol por bactérias geneticamente modificadas. Este álcool é em seguida usado para a síntese de polipropileno. O rendimento atual é de 1kg de polipropileno obtido para 2 a 3 quilos de plantas.

Plantas agrícolas como o milho são desde agora utilizadas para sintetizar o bioplástico (PLA), mas este apresenta limites de rigidez e suporta mal as variações de temperatura, o que limita suas áreas de aplicação. O polipropileno é um plástico freqüentemente utilizado nos equipamentos automotivos ou embalagens de alimentos. O Japão, sozinho, produz 3 milhões de toneladas por ano.





Tipo de erva daninha.

Créditos: L'Herbier (Quebec, Canadá)


Os pesquisadores almejam conseguir uma versão prática do processo daqui 3 a 4 anos, que poderá ser diretamente utilizada nas linhas de produção atuais de polipropileno. Isso permitiria substituir eficazmente o polipropileno de origem petrolífera.

Nikkei, consultado em 11 de outubro, 2007 (Tradução - MIA).


<< voltar para novidades

 © 2001-2018 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco