Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

US$ 37,6 bi em siderurgia até 2012.

A indústria siderúrgica nacional prepara-se para um novo e bilionário ciclo de investimentos. Levantamento do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS) revela que o setor deverá receber, até 2012, aporte de US$ 37,6 bilhões, o que adicionará 40,9 milhões de toneladas anuais à atual produção de aço, de 29,9 milhões de toneladas por ano. O montante está distribuído em 16 projetos, tanto de expansão, quanto de novas unidades, nos segmentos de aços planos e longos.





Investimentos pesados na siderurgia brasileira.

Créditos: Conapri



"Teremos até 2012 um dos maiores ciclos de investimentos já realizados pelo setor siderúrgico nacional. Somados os investimentos feitos entre 1994 e 2006, cerca de US$ 18,9 bilhões, aos que devem ocorrer até 2012, teremos em menos de vinte anos aporte da ordem de US$ 56,5 bilhões", ressalta o vice-presidente do IBS, Marco Polo de Mello Lopes.

O executivo agrupou em quatro tipos de perfil os projetos anunciados pelas empresas do setor: em andamento e que devem ser finalizados até 2012; novos entrantes a partir de 2007; em estudo e que devem ser desenvolvidos partir de 2009; e em estudo.

Os números podem ser maiores ainda se for levado em conta o projeto da Companhia Siderúrgica de Mearim (CSM), orçada em US$ 4,5 bilhões e que pode ser erguida no Estado do Maranhão.

Jornal do Comércio, 22 outubro, 2007.


Nota do Managing Editor: a ilustração aqui apresentada não consta da matéria original e foi obtida no www.google.com.


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco