Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Separação de moléculas : mais um grande desenvolvimento.

Yong Zeng, estudante de doutorado, e seu orientador, Doutor Jed Harrison, Departamento de Química da Universidade de Alberta, Canadá, desenvolveram uma nova peneira molecular que poderá tornar-se o trunfo para a separação de moléculas em escala nanométrica.

Os pesquisadores mostraram o design de uma nova peneira nano-escala mais fácil e barata de ser produzida e ainda mais eficiente do que peneiras produzidas por outras nanotecnologias high-tech. Essa concepção foi apresentada na revista Analytical Chemistry.

Há vários anos, pesquisadores desenvolvem uma nova geração de aparelhos de análise, baseados em peneiras moleculares - combinando conhecimentos e instrumentos saídos da física, da química e da biologia -, que são capazes de efetuar triagens de moléculas em meio a vários compostos, como, por exemplo, isolar vírus presentes em fluidos ou tecidos.

Os materiais utilizados estão atualmente em estudo no mundo todo. Eles dividem um princípio comum, que consiste em efetuar as diferentes operações necessárias à análise de uma amostra, no interior de microcanais.

As amostras e os produtos destinados à extração de moléculas de interesse são injetados e manipulados nesses microcanais por microbombas, sistemas pneumáticos ultraminiaturizados, e campos elétricos.





Detalhe da nanopeneira desenvolvida pelos pesquisadores da Universidade de Alberta, Canadá.

Créditos: University of Alberta



Utilizando areia (sílica) para fabricar suas peneiras, os dois pesquisadores podem dar a elas tamanhos nanométricos variáveis. O tamanho das peneiras pode se adaptar também àquele das moléculas ou objetos que desejam separar.

Essas novas peneiras são produzidas de modo rápido e podem ser reutilizadas centenas de vezes porque possuem numerosíssimos microcanais que permitem efetuar vários "tipos" de separação e são, além disso, pouco onerosas, ou seja, seu custo de fabricação é da ordem de 10 dólares (cerca de 19 reais).

Express News (www.expressnews.ualberta.ca), consultado em 5 de junho de 2007 (Tradução - MIA).


Nota do Scientific Editor: esta notícia está baseada no artigo: "Self-Assembled Colloidal Arrays as Three-Dimensional Nanofluidic Sieves for Separation of Biomolecules on Microchips", de autoria Yong Zeng and D. Jed Harrison, publicado na revista Analytical Chemistry, volume 79, número 6, p. 2289-2295, de 2007.


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco