Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 

NOVIDADES em C&T&I e do LQES

TWAS : posse dos novos acadêmicos anunciados em 2014.

A cerimônia de posse ocorreu na Academia de Ciências da Áustria, em Viena, durante o 26th General Meeting. (Leia nota)

Bactérias causadoras da infecção hospitalar têm novo inimigo.

Sistema envolvendo óxido de grafeno decorado com nanopartículas de prata entra para o "arsenal". (Leia nota)

Planalto retira mais R$ 481 milhões do MCTI.

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) é a quarta pasta com maior corte de recursos na nova rodada de contingenciamento de despesas. (Leia nota)

Ciência : Não só para cientistas.

Em artigo publicado no jornal The Guardian, o diretor executivo da Associação Britânica de Ciência, Imran Khan, alerta que a ciência é importante demais para ser deixada apenas aos cientistas. (Leia nota)

Inova Unicamp.

Novas estratégias para atrair mais empresas para perto da universidade. (Leia nota)

Pessimismo na ciência, tecnologia e inovação deve se agravar sem o Código de CT&I.

“Estamos à beira de um colapso e, por isso, estamos apressando a votação do PL nº 77/2015”, diz presidente do Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica. (Leia nota)

Fazer o máximo dos doutorados.

O número de pessoas com doutorado científico está crescendo rapidamente, mas não existem vagas suficientes na academia para todos eles. Os programas de pós-graduação precisam de uma reforma para atender às necessidades desses pesquisadores, alerta editorial da revista Nature. (Leia nota)

Senado aprova projeto que obriga bolsistas a colaborarem com escolas públicas.

Pelo texto, os bolsistas deverão prestar serviços de divulgação, formação e informação científicas e educacionais em estabelecimentos públicos de educação básica. A carga horária prevista é de, no mínimo, quatro horas semanais. (Leia nota)

A interdisciplinaridade em pauta no cenário acadêmico internacional.

Pesquisadores da Unicamp discutem como a interdisciplinaridade passou a orientar as políticas dos organismos internacionais de fomento à pesquisa. (Leia nota)

Brasil terá primeiro museu de ciências forenses da América Latina.

Museu de ciências forenses : mais uma oportunidade para conhecer a importância da C&T para a sociedade. (Leia nota)

Pesquisa do Cetene usa nanopartículas de prata para tratamento de cáries.

Ação bactericida teve resultado animador. Estudos foram desenvolvidos com a Universidade Federal de Pernambuco, ampliando as possibilidades de prevenção e tratamento sem o temido motor dos dentistas. (Leia nota)

Rio Doce foi 'cimentado'.

Danos ambientais são irreversíveis, avalia ambientalista. (Leia nota)

Nanotecnologia leva lições da computação para indústria de óleo & gás.

Conceito tem um grande potencial de ajudar a aumentar a produção de petróleo em reservatórios específicos. (Leia nota)

Oswaldo Alves toma posse na Academia Mundial de Ciências (TWAS).

A cerimônia de posse será realizada na Academia de Ciências da Áustria, em Viena, esta semana. (Leia nota)

Um tipo diferente de semicondutor de duas dimensões (2D).

Híbridos 2D de perovskitas pedem passagem ! (Leia nota)

Nanocápsulas.

Pesquisadores mexicanos desenvolvem sistema nanoestruturado para a proteção de nutrientes em bebidas e suplementos alimentares. (Leia nota)

Tecnologia baseada em chip permite detecção direta e segura do vírus Ebola.

Equipe liderada por pesquisadores da University of California Santa Cruz (UCSC) desenvolveu tecnologia baseada em chip para detecção confiável do vírus Ebola e outros patógenos virais. (Leia nota)

Dopando nanocristais com nanocristais.

Semicondutores formam a base de todos os equipamentos eletrônicos modernos e microprocessadores. A capacidade de "dopagem" de semicondutores é crucial para essas aplicaçõeS. (Leia nota)

Quantum dots brilham quando sob tensão.

Nova geração de quantum dots cujas propriedades estão acima daquelas obtidas pelo efeito de confinamento quântico isoladamente. (Leia nota)

Nanotubos de carbono encontrados nos pulmões de crianças parisienses.

Pesquisadores da Universidade de Paris-Saclay encontraram nanotubos de carbono em células das vias respiratórias de crianças portadoras de asma que vivem na região parisiense. Os nanotubos poderão vir dos gases de escapamento veicular e entrar nos pulmões de cada um de nós. (Leia nota)

Cuidado com a maré.

Relatório propõe limites para o uso de indicadores na avaliação científica no Reino Unido. Matéria da Revista Pesquisa Fapesp destaca, com grande oportunidade, vários "pontos- cinza" dos indicadores de produtividade. (Leia nota)

SNCT 2015 - Semana estimula despertar de consciência sobre pesquisa, aponta ministro.

Em mensagem, ministro Celso Pansera, associa a Semana à comemoração pelos 30 anos do MCTI. Secretário anuncia alimento como tema do evento em 2016. (Leia nota)

Visita oficial da presidenta à Finlândia pode trazer benefícios para a CT&I brasileira e finlandesa.

Titular do MCTI acompanhou a comitiva oficial que foi ao país da Escandinávia. Parcerias no setor envolvem áreas consideradas estratégicas. (Leia nota)

A suspensão da Lei do Bem e o abandono à inovação.

A Lei do Bem, e sua evidente vinculação ao investimento em Pesquisa e Desenvolvimento tecnológico pela iniciativa privada, começou a ser aplicada em 2006, apresentando resultados efetivos desde então. (Leia nota)

Entidades apontam a inovação como caminho para superar a crise.

Entidades que compõem o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI) estão preocupadas com os rumos que as políticas públicas do setor estão tomando. (Leia nota)

Empresas-filhas da Unicamp faturam R$ 3 bi por ano.

Empresas geram 19,2 mil empregos; 52,3% de seus sócios são ou foram alunos da graduação da universidade e 18,6%, da pós-graduação. (Leia nota)

Angelo Cunha Pinto : uma inestimável perda para a ciência e para a química brasileiras.

Relembre e conheça um pouco do que pensava este grande químico e brasileiro, que nos deixou este mês, através da leitura da entrevista dada a este Boletim em março de 2005. (Leia nota)

Uma vida dedicada à química.

Nascido em Portugal, o químico Angelo da Cunha Pinto escolheu o Rio para viver, construindo uma carreira que virou referência na área. (Leia nota)

Câmara aprova projeto que aperfeiçoa o marco regulatório de CT&I.

Ainda falta a aprovação do Senado para entrar em vigor. (Leia nota)

Capte luz solar com sua janela !

Para isto basta que ela contenha quantum dots. (Leia nota)

Nanocompósitos de nanotubos de carbono e époxi.

Quantificação e avaliação da toxicidade das partículas liberadas por abrasão. (Leia nota)

Nanopartículas de prata iluminam segredos obscuros do mal Alzheimer.

Indianos e canadenses usam espectroscopia Raman-laser para sondar moléculas tóxicas responsáveis pela doença. (Leia nota)

Nanocristais não são bons materiais para reatores.

O alerta vem do Lawrence Livermore National Laboratory dos Estados Unidos. (Leia nota)

Campinas desenvolve Planejamento Estratégico de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Ações envolvem incentivos fiscais, atuação conjunta entre universidades, institutos de ciência, empresas e prefeitura. (Leia nota)

Comunidade científica envia carta-manifesto à Dilma Rousseff contra possível fusão da Capes e CNPq.

Cientistas expressam apoio ao Ministro Aldo Rebelo, que se posicionou contra a medida que vem sendo cogitada dentro do pacote de ajustes ficais. Juntamente à SBPC, assinam o documento ABC, ANM, ANPROTEC, ANPEI, FORTEC, CONFAP e CONSECTI. (Leia nota)

Setor farmacêutico mantém expansão no País e investe mais no exterior.

Indústria farmacêutica brasileira em franca expansão na contramão de outros setores industriais. (Leia nota)

Testando nanopartículas em protetores solares.

Instituto Fraunhofer (Alemanha) desenvolve método baseado em espectrometria de massas. (Leia nota)

Nanotecnologia desenvolvida para auxiliar no tratamento de ataques do coração e derrames.

Pesquisadores australianos, financiados pela National Heart Foundation, estão a um passo de um método mais seguro e eficaz para o tratamento acidentes vasculares e cerebrais. (Leia nota)

Combinando grafeno e nanotubos para construir interruptores digitais.

Desenvolvimento pode controlar os elétrons em computadores, telefones celulares, equipamentos médicos e outros produtos eletrônicos. (Leia nota)

Medicamento impresso em 3D.

Aprovação pelo FDA americano pode estar iniciando a mudança do futuro dos medicamentos. (Leia nota)

Um teste de cores para identificar o vírus Ebola.

Além de Ebola, febre amarela e dengue também podem ser testados graças ao uso de anticorpos e nanopartículas de prata. (Leia nota)

Anvisa limita uso de animal em pesquisa.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou resolução que abre caminho para a restrição ao uso de animais em procedimentos de pesquisa no Brasil. (Leia nota)

Graphene beyond the hype.

Nos últimos 10 anos, o grafeno tem aparecido de forma dominante nas diferentes mídias com o título de "material miraculoso". Emma Stoye escreve para a revista Chemistry World da Royal Society of Chemistry, procurando avaliar até onde os progressos atuais correspondem às múltiplas promessas. (Leia nota)

Como escolher bons catalisadores ?

Dois interessantes fenômenos físicos ocorrem na superfície dos materiais : catálise e molhabilidade. O catalisador aumenta a velocidade das reações químicas enquanto que a molhabilidade está relacionada com a maneira com que um líquido se espalha sobre uma superfície. (Leia nota)

Fósforo preto pode substituir o silício nos chips de computadores.

O Vale do Silício na Califórnia ganhou seu apelido pela grande quantidade de fabricantes de chips de silício que surgiram na área a partir da década de 1980. Apesar da sua onipresença como material-base dos chips, o silício pode começar a ter a concorrência de uma nova versão de um "velho material". (Leia nota)

Um novo caminho para o ouro negro.

Se o ouro coloidal pode se auto-montar na forma de vesículas maiores, um estado tridimensional chamado de "ouro negro" pode ser alcançado porque este absorve quase todo o espectro de luz visível. (Leia nota)

Estruturas poliméricas a partir de gases do efeito estufa.

De vilão CO2 se transforma em fonte de carbono para a produção de polímeros. (Leia nota)

ABC e SBPC publicam manifesto sobre nanociências e nanoengenharia.

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) publicaram manifesto em resposta aos relatos dos Projetos de Lei 5133/13 e 6741/13, ambos de autoria do Deputado Federal José Sarney Filho. Leia a íntegra da Carta. (Leia nota)

Químicos caracterizam hidrogéis macroporosos em 3D.

Químicos da Carnegie Mellon University (EUA) desenvolveram métodos para caracterizar hidrogéis macroporosos em 3D. (Leia nota)

Espectrômetro de quantum-dots.

Dispositivo projetado por químicos será tão pequeno que poderá ser usado num smartphone. (Leia nota)

Futuro do grafeno.

Relatório da consultora americana Lux aponta que não será muito melhor do que aquele reservado aos nanotubos de carbono. (Leia nota)

Baterias de íons lítio usando grafeno.

Samsung acredita que pode dobrar a capacidade usando este novo design de bateria. (Leia nota)

IBM anuncia o futuro dos processadores de 7 nanômetros.

Associado a parceiros, a IBM Research anuncia ter desenvolvido uma técnica de gravação de somente 7 nanômetros, ou seja três a menos que nos processadores prometidos para 2016. (Leia nota)

Despoluição da água e do solo.

Pesquisadores americanos e canadenses utilizam nanopartículas fotosensíveis para conseguir estes resultados. (Leia nota)

O IFGW e o superelástico que é destaque na Science.

Borracha envolvida com nanotubos de carbono pode ser esticada até 30 vezes sem perder condutividade. (Leia nota)

IUPAC 2017 e os desafios da química.

(Leia nota)

Políticas de inovação na visão das agências de fomento.

(Leia nota)

Os desafios da inovação no ensino superior.

(Leia nota)

Por que o cientista brasileiro inova pouco ?

Matéria publicada no Valor Econômico destaca alguns problemas que contribuem para a ineficiência. (Leia nota)

Ministro participa da abertura da 67ª Reunião Anual da SBPC e anuncia compromisso de recompor orçamento do sistema de CT&I.

Aldo Rebelo disse que o Governo Federal deve dar prioridade à ciência e à pesquisa na regulamentação dos 50% restantes do Fundo Social do Pré-Sal. (Leia nota)

Acordos na Cúpula do Brics preveem investimentos em CT&I.

Acordo firmado entre os bancos de desenvolvimento dos países do Brics, prevê a cooperação entre as instituições e o Novo Banco de Desenvolvimento, com capital inicial de US$ 50 bilhões. (Leia nota)

Universidades federais repudiam 'corte de verba' para programa de pós-graduação.

Redução de repasses, que chega a 75%, leva instituições a paralisar cursos. Capes fala em readequação de recursos. (Leia nota)

Como o potencial de inovação do Brasil pode se tornar real ?

O artigo traz um diagnóstico das causas que têm impedido os brasileiros de transformar suas vantagens inatas de inovação em iniciativas de categoria mundial. (Leia nota)

NanoTradeShow.

Evento será realizado em São Paulo no mês de outubro de 2015. (Leia nota)

Nanotecnologias : Desenvolvimentos, Oportunidades e Desafios.

Coordenador Científico do LQES ministrará curso no Conselho Regional de Química, em São Paulo. (Leia nota)

Regulamentação de produtos com nanotecnologia divide opinião de pesquisadores.

Audiência pública foi realizada na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados em 25 de junho de 2015. (Leia nota)

Boletim Nano Em Foco.

Leia a edição de junho do Boletim Nano Em Foco, parceria entre o LQES e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). (Leia nota)

Much ado about small things.

The hype over carbon nanotubes has died down, but researchers believe the structures still have potential. Cover Story da revista Chemical, Engineering & News (CE&N) da American Chemical Society "mergulha fundo" na questão da aplicação comercial dos nanotubos. (Leia nota)

Bioquímica sustentável.

Solvay abre um laboratório de biotecnologia no interior de São Paulo. (Leia nota)

Estímulo à PI é base para desenvolver a inovação no Brasil.

Estímulo à PI é base para desenvolver a inovação no Brasil. (Leia nota)

Unicamp participa de projeto europeu para a regulação da nanotecnologia.

NanoBioss é um dos laboratórios credenciados pelo Projeto NanoReg da Comunidade Europeia. (Leia nota)

Chineses anunciam investimento em painéis solares e novo centro de P&D.

Campinas (SP), foi a cidade escolhida para a construção da nova fábrica. (Leia nota)

Equipamento brasileiro de ressonância magnética nuclear é lançado no Rio.

Tripé academia, empresa e agência de financiamento viabilizaram o sucesso do projeto. (Leia nota)

Nanotubos de carbono abrem possibilidades em terapias neurológicas.

Eletrodos feitos com nanotubos apresentam melhor performance e não causam inflamações. (Leia nota)

Nanotecnologias : Desenvolvimentos, Oportunidades e Desafios.

Coordenador Científico do LQES ministrará curso no Conselho Regional de Química, em São Paulo. (Leia nota)

Inovação no Brasil ainda é medíocre.

Veja os apontamentos da palestra de Fernando Galembeck na Academia Brasileira de Ciências. (Leia nota)

Novas funcionalidades de derivados do grafeno.

Tese número 50, defendida no LQES, destaca desenvolvimento de aplicações de grafeno e derivados como antimicrobianos, membranas para tratamento de água e proteção contra radiação UV. (Leia nota)

Boletim Nano Em Foco.

Leia a edição de abril do Boletim Nano Em Foco, parceria entre o LQES e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). (Leia nota)

Hot Tema – Grafeno.

Duas das mais importantes instituições da ciência brasileira se posicionam com relação ao projeto. (Leia nota)

Lançada a terceira edição do Guia de Centros e Museus de Ciência do Brasil.

A publicação contém informações de 268 unidades científico-culturais. O novo guia possui 41% instituições a mais em relação à edição de 2009 e ganhou versão eletrônica. (Leia nota)

O "embranquecimento" do chocolate é finalmente explicado.

Através do uso de raio-X pesquisadores alemães descobriram como é formado o filme branco, que por vezes, recobre os tabletes. (Leia nota)

"Nanotecnologia é impulsionada pelo mercado e pelo conhecimento científico".

Entrevista de Oswaldo Luiz Alves (LQES) e Maria Luisa Leal (ABDI) para o programa CBN Noite Total de 13 de abril de 2015. Quase uma hora e meia de divulgação dos diferentes aspectos das nanotecnologias para o grande público. (Leia nota)

SBPC e ABC pedem cautela na aprovação do projeto que cria a política nacional de nanotecnologia.

Duas das mais importantes instituições da ciência brasileira se posicionam com relação ao projeto. (Leia nota)

Encontro discute nanotecnologia em higiene, perfumaria e cosméticos.

Nanomateriais de referência para a indústria de cosméticos foi uma das pautas. (Leia nota)

Radônio (gás nobre radiativo) faz parte da composição do gás de xisto da Pensilvânia.

Artigo recentemente publicado nos Estados Unidos expõe o lado sombrio da nova fonte de energia americana. (Leia nota)

Programando o tempo de vida de nanoestruturas.

A novidade vem de pesquisadores alemães. (Leia nota)

Oswaldo Luiz Alves em entrevista.

Sociedade Brasileira de Pesquisas em Materiais (SBPMat) destaca atuação de pesquisador da Unicamp. (Leia nota)

Boletim Nano Em Foco.

Leia a edição de março do Boletim Nano Em Foco, parceria entre o LQES e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). (Leia nota)

FNDCT.

Ministro busca alternativas para recompor o Fundo. (Leia nota)

Google Scholar : ranking de cientistas brasileiros.

Esta edição foi baseada em dados coletados durante a primeira semana de fevereiro de 2015. (Leia nota)

Boletim Nano Em Foco.

Leia a edição de fevereiro do Boletim Nano Em Foco, parceria entre o LQES e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). (Leia nota)

Como a ciência é vista em São Paulo.

Resultado importante : 88% considerarem muito importante investir em ciência e tecnologia. (Leia nota)

Brasil integra projeto internacional para desenvolver fármacos contra doenças negligenciadas.

Evento científico em Campinas  marca o início das atividades. (Leia nota)

Indústria química investe no uso consciente da água.

Setor reduziu a captação da água em mais de 34%. (Leia nota)

Como os animais mudam de cor ?

O segredo começa a ser desvendado ! (Leia nota)

Oswaldo Luiz Alves Fellow da Royal Society of Chemistry : repercussões.

Academia Brasileira de Ciências

Jornal da Ciência

Portal UNICAMP

A transformação digital da Fuji foi a Química !

Todo mundo conhece a Fuji pelos seus filmes fotográficos. Esta visão hoje é completamente ultrapassada. Sem muito barulho a gigante japonesa opera, hoje, notadamente na área da saúde, inclusive na luta contra o vírus Ebola. (Leia nota)

Embrapii pode impulsionar desenvolvimento de CT&I nos Estados.

Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) é um bom caminho para os Estados aproveitarem vocações locais em projetos colaborativos entre laboratórios e indústrias. (Leia nota)

US National Academies to revisit scientific misconduct.

O mundo científico esta cada vez mais preocupado com o aumento das violações. (Leia nota)

Pesquisa recentemente publicada pelo LQES é destaque em site de organização americana.

Com o título de "Nanomaterials interact with agricultural pesticides, increasing toxicity to fish", a The Organic Center (EUA) comenta os resultados divulgados na sua seção Hot Science. (Leia nota)

Ciência ao alcance das mãos.

Pesquisadores retomam projeto que leva pequenos laboratórios individuais a alunos do ensino médio. (Leia nota)

Anvisa aprova resolução para agilizar aprovação de pesquisas com remédios.

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou resolução que pretende tornar mais célere a aprovação de pesquisas com remédios e dispositivos médicos no Brasil. (Leia nota)

Um trajeto mais rápido para a internet.

Pesquisadores da Universidade de Antuérpia conseguiram pela primeira vez dispor moléculas orgânicas no interior de nanotubos, o que poderá gerar uma comunicação mais rápida pelas fibras ópticas. (Leia nota)

Concorrência para o grafeno.

Dissulfeto de molibdênio vem ai... (Leia nota)

Interações fatais.

O Revista Pesquisa Fapesp destaca pesquisa realizada no INCT-Inomat envolvendo, LQES Unicamp, Secretaria da Pesca do Estado de São Paulo e LNNano. (Leia nota)

Petrobras concederá mais de 17 mil bolsas de estudo.

Financiamento é proveniente do Programa Petrobras de Formação de Recursos Humanos (PFRH) que tem validade até 2021. (Leia nota)

Explorando as novas potencialidades do óxido de grafeno.

Artigo assinado por membros no Laboratório NanoBioss/SisNano revela as amplas possibilidades do óxido de grafeno como transportador de fármacos e "scaffold" para interações celulares. (Leia nota)

Boletim Nano Em Foco.

Leia a edição de dezembro do Boletim Nano Em Foco, parceria entre o LQES e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). (Leia nota)

Nanotubos de carbono.

Como medir a quantidade deste nanomaterial no organismo. (Leia nota)


 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco