Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
pontos de vista
artigos de revisão

artigos de opinião

editoriais

entrevistas

divulgação geral

divulgação LQES

 
ARTIGOS DE OPINIÃO

Abertura do lançamento da Plataforma Brasileira sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos / FAPESP – Oswaldo Luiz Alves.


Senhoras e Senhores, Bom dia!

Em primeiro lugar gostaria de saudar meus colegas de mesa Marcos Renato Bottcher (Assessor Institucional da Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo), Carlos Alfredo Joly (Coordenador do Programa BIOTA-FAPESP e do BPBES) e Fabio Scarano (Diretor Executivo da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável e Coordenador da BPBES. Estou, aqui neste evento, representando o Prof. Luiz Davidovich, Presidente da Academia Brasileira de Ciências, que não pode comparecer a este evento em função de compromissos que já tinham sido anteriormente assumidos.

Me permito, assim, fazer um pequeno pronunciamento como mensagem da Academia Brasileira de Ciências.

A base para o desenvolvimento de qualquer país deve estar centrada na necessidade de se conhecer e preservar a sua biodiversidade e os serviços ecossistêmicos. Estes são recursos naturais disponíveis para a sociedade humana e para a promoção do futuro de um país. A sua perda representa um grande retrocesso, ameaçando a capacidade de produção sustentável e a possibilidade de exploração racional de recursos naturais, seja no presente como no futuro.

A biodiversidade e os serviços ecossistêmicos foram plasmados, consolidados e continuamente aperfeiçoados através de milhões de anos de evolução, representando um produto de processos de alta complexidade desenvolvidos através do tempo. Sua perda é irreparável. Conhecer cientificamente e explorar recursos naturais de forma equilibrada e com uma forte base conceitual é, portanto, um fundamento necessário para o Brasil.

A avaliação da experiência da Plataforma Intergovernamental sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos, proposta por este evento, e o lançamento da Plataforma Brasileira sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos constituem marcos importantes nesta direção. A base científica a ser disponibilizada será de fundamental importância para reforçar, desenvolver e promover a conservação, restauração e uso sustentável dos serviços ecossistêmicos e da biodiversidade. A Plataforma Brasileira sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos representa, também, um reforço da interface ciência/política, que auxiliará o país a estabelecer e promover políticas governamentais a nível federal, estadual e municipal, utilizando o conhecimento existente para o desenvolvimento de ações para além dos diagnósticos.

Este é um grande desafio. A Academia Brasileira de Ciências parabeniza a FAPESP e os coordenadores do Programa pela iniciativa, bem como os colaboradores dos diversos diagnósticos que serão apresentados. Temos a convicção de que a base científica aqui apresentada terá um papel fundamental no futuro das políticas para esta área no país. O lançamento da Plataforma e dos diagnósticos é, sem dúvida, um marco relevante no desenvolvimento científico do Brasil.

Por fim, queremos consignar nosso reconhecimento ao Biota FAPESP, cuja contribuição através dos anos foi determinante para o desenvolvimento e a consolidação das ideias e programas que resultaram na Plataforma.

Um bom dia a todos e que as discussões sejam profícuas.

Muito obrigado!


Assuntos Conexos:
BPBES foi lançada no dia 21 de fevereiro, durante evento na FAPESP.

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco