Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
pontos de vista
artigos de revisão

artigos de opinião

editoriais

entrevistas

divulgação geral

divulgação LQES

 
DIVULGAÇÃO

Inovação nas empresas : conheça os quatro ensinamentos propostos no livro "The Global Brain".


O sucesso e o crescimento de uma empresa dependem de sua capacidade de explorar as fontes externas de inovação. As estratégias tradicionais de redução de custos e a fusão/aquisição não permitem responder às exigências crescentes do mercado. Os responsáveis pelas empresas estão conscientes disso. Contudo, é difícil passar da teoria à prática, d'onde a necessidade das empresas de adaptar soluções inovadoras para as suas próprias necessidades. É a mensagem veiculada pela obra The Global Brain, publicada por dois professores de gestão, do Rensselaer Polytechnic Institute e da Northwestern University. Para ajudar as empresas a identificar a abordagem que melhor lhes convém, os autores chamam atenção para os quatro modelos que as empresas podem utilizar para elaborar seu próprio quadro de inovação.




Capa do Livro "The Global Brain", de autoria de Satish Nanbisan e Mohanbir Sawhney, publicado pela EditoraWharton School Publishing.

Créditos: Wharton School Publishing



Diversas maneiras de abordar a inovação

A primeira, batizada Orchestra Model, propõe colocar em ação uma rede baseada em uma empresa dominante e outras, complementares. Isto, a fim de centralizar o comando. Outro meio: o Creative Bazaar Model, onde a entidade principal de um grupo encontra as novas idéias, tecnologias e produtos, depois utiliza suas infra-estruturas de comercialização para colocar essas inovações no mercado. Quanto ao Jam Center Model, este permite às empresas como aos colaboradores individuais elaborarem juntos um projeto. Os membros, que não observam o sistema hierárquico, coordenam alternativamente os debates e devem, às vezes, improvisar. Último modelo proposto pela obra o MOD (Modification) Station Model, que vê uma comunidade de profissionais explorar e adaptar produtos existentes para um novo mercado ou novas oportunidades tecnológicas.


Uma abordagem de inovação personalizada

Os setores de pesquisa são definidos pela comunidade e não por uma empresa dominante. "Cada empresa deve ter seu próprio plano de percurso", explica Satish Nambisan, um dos autores. "Se o livro tem uma mensagem, é a de lembrar às empresas que é necessário encontrar sua abordagem personalizada, aquela que melhor convém ao contexto da empresa, à indústria, ao mercado. E de se preparar para identificar e desenvolver as funções necessárias para realizar essa abordagem". A expressão "Global Brain", ou cérebro global, traz a idéia da rede constituída pelo núcleo de inovação da empresa - a rede de inventores, os pesquisadores, os clientes, os fornecedores - que, em última instância, se beneficiam das novas idéias e inovações.


A inovação é também um negócio do Estado

Para os governos, inovação rima freqüentemente com criação de emprego, crescimento econômico e bem-estar nacional. Daí o investimento de recursos importantes sobre este tema. Contudo, sublinha a empresa Forrester Research, em um estudo dedicado às redes da inovação, o dinheiro disponível não é bem empregado, os políticos tendem a confundir inovação com invenção.

Várias estratégias devem, então, ser adotadas - em nível nacional e internacional -, para desenvolver uma rede global que considere as diferentes etapas da inovação: a concepção, a fabricação, o financiamento e a pesquisa dos financiadores. Os países não devem buscar ser "o melhor" nessas quatro categorias, lembra o estudo, mas, sim, jogar com suas forças e elaborar diferentes alianças com outros países.

L'Atelier, novembre 27, 2007 (Tradução - MIA).


 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco