Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
pontos de vista
artigos de revisão

artigos de opinião

editoriais

entrevistas

divulgação geral

divulgação LQES

 
DIVULGAÇÃO

O "espelho mágico" promete a você a roupa que sempre desejou.



Várias câmeras captam dados do corpo e gestos do consumidor e, depois, o "espelho mágico" do Instituto Fraunhofer (Alemanha) produz um reflexo do cliente com as roupas que o mesmo deseja provar.

A experiência de compra torna-se cada vez mais um ato individualizado e simplificado. O Instituto Fraunhofer levou longe esse conceito: por ocasião da IFA (maior feira de produtos eletrônicos do mundo), ele apresentará seu "espelho mágico", que propõe aos clientes provar virtualmente camisetas e camisas. O sistema permite utilizar e visualizar uma reprodução em movimento de seu reflexo, vestido com roupas virtuais que seguem os contornos de seu corpo. No Cebit 2006 (feira que reúne as mais importantes lideranças do setor de telecom do mundo), o Metro Group já havia apresentado um sistema que propõe ao utilizador escanear suas medidas, a fim de ver se a roupa que deseja lhe cai bem. Em 2008, entrar em um provador tradicional carregando no braço várias peças de roupa, convenhamos: pode parecer um tanto quanto obsoleto!

A tecnologia do instituto alemão está apenas no começo: os clientes ainda não podem escolher qualquer roupa da loja para experimentar.


Reproduzir um reflexo fiel à realidade

No momento, o sistema integra uma gama de camisetas limitada e propõe ao consumidor experimentá-las em várias cores, ou com estampas diferentes. O que é interessante é a capacidade de reproduzir as dobras da roupa, conforme a compleição do cliente, e os movimentos realizados por ele para que se disponha comprar (ou não!). A câmera toma poses a intervalos de alguns milissegundos e as transmite a uma base central. As imagens são então analisadas, a fim de que seja possível ver quais as mudanças realizadas pelo corpo do "usuário" entre duas fotos. O dispositivo calcula os parâmetros especiais da imagem projetada na base de um modelo em duas dimensões. Cada parte do corpo é separada em zonas triangulares, superpostas, com o objetivo de identificar rapidamente a menor mudança. Assim, tal sistema permite predizer o aspecto da roupa conforme os movimentos realizados pelo "comprador".


Escolher seus assessórios

A seguir, as informações são utilizadas para criar uma imagem virtual do consumidor em movimento. Os usuários podem então ver o espelho e ter a impressão de contemplar seu reflexo, que reproduz não apenas seus gestos, mas também as dobras e a leveza do material em tempo real. O espelho funciona como uma tela táctil: propõe várias opiniões ao cliente, que pode escolher a cor ou o logo da camiseta que quer experimentar. Igualmente, num futuro bem próximo, ele terá oportunidade de ser aconselhado também sobre os melhores acessórios, como sapatos, brincos, cinto...





O "espelho mágico" do Instituto Fraunhofer em funcionamento.

Créditos: Instituto Fraunhofer



Tal serviço não visa outra coisa senão simplificar a etapa do provador. Poderá ter interessantes aplicações de marketing: organização de campanhas na rua, permitindo que transeuntes vejam, em poucos segundos, como lhe caem as roupas de uma marca, campanhas de relançamentos... O Instituto Fraunhofer não acena com qualquer data para o lançamento de seu sistema de "provas" de camisetas.

L'Atelier, 26 de agosto de 2008 (Tradução - MIA).


 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco