LQES
lqes cultural
ano internacional da Química

arte e ciência

cultura das ciências

links culturais

 
ANO INTERNACIONAL DA QUÍMICA


Você sabe quem foi Jean-Baptiste Perrin ?



Jean-Baptiste Perrin

Créditos: Nd-TPE-RayonsX

Jean-Baptiste Perrin nasceu em 30 de setembro de 1870, em Lille (França) e faleceu em 17 de abril de 1942, em Nova Iorque (EUA). È um físico, químico e homem político francês. Recebeu o prêmio Nobel de Física em 1926, "por seus trabalhos sobre a descontinuidade da matéria e, particularmente, por sua descoberta do equilíbrio de sedimentação".

Em 1895, Jean-Baptiste Perrin demonstra que os raios catódicos são compostos de corpúsculos de carga elétrica negativa. Ele determinou o número de Avogadro utilizando vários métodos.

Depois que Albert Einstein publicou (1905) sua explicação teórica do movimento browniano, em função do movimento aleatório das moléculas, Jean-Baptiste Perrin efetua as experiências para verificar as predições de Einstein. Ele demonstra (1908) um acordo completo entre teoria e experiência, o que confirma a existência efetiva dos átomos, proposta um século antes por John Dalton, e determina ao mesmo tempo um valor preciso do número de Avogadro.



Célebre foto da Conferência Solvay, de 1911. Podemos ver Jean-Baptiste Perrin, situado à direita de Marie Curie, reclinado em direção a ela.

Créditos: Esacademic.

Biografia

Seu pai, de origem modesta, mas homem brilhante é capitão de artilharia. Sua mãe é filha de um engenheiro de pontes. Com a futura noiva sem recursos, muito pobre para desposar um oficial, o casamento necessita de um auxílio de Napoleão III e da imperatriz, que adiantam o dinheiro necessário para o casamento. O pai de Jean Perin morre em 1880, em Lion (França), e sua mãe o educa sozinha e, também, a seus três irmãos, dos quais Jean é o filho dileto.

Os recursos da família são escassos e Jean é bolsista da IIIa República Francesa. Ele faz o início de seus estudos secundários em Saint-Rambert-sur-Loire e, depois, na qualidade de interno, em Lion. Obtém o grau de Bacharel em Letras e em Ciências e parte para Paris, onde entra na classe de matemáticas especiais, no Liceu Janson-de-Sailly, para se preparar para o concurso de entrada à Escola Normal Superior. Ele consegue o 12o lugar na sessão de ciências, em 1890. Após ter terminado o serviço militar, Jean Perrin entra na Escola Normal Superior, no outono de 1891. Estuda de 1891 a 1894, quando passa no concurso de assistente de física. De 1895 a 1898, ocupa as funções de assistente preparador, ao mesmo tempo em que prepara uma tese de doutorado no laboratório de física da escola, então dirigido por Jules Violle.

Em junho de 1897, Jean Perrin obtém, junto à Faculdade de Ciências da Universidade de Paris, o Doutorado em Ciências Físicas, com uma tese intitulada Raios Catódicos e Raios de Röntigen. Estudo Experimental. O estudo dos raios catódicos criados em uma ampola de Crookes lhe permite chegar à primeira prova da natureza corpuscular da eletricidade. Hendrik Antoon Lorentz formulou esta hipótese em 1895. Numerosos físicos, particularmente Heinrich Hertz e Philipp Lenard consideram, nessa época, o fenômeno elétrico como puramente ondulatório e análogo às ondas luminosas. Esta evidência da natureza material do elétron abrirá caminho para os trabalhos de Joseph John Thomson sobre o assunto. Na segunda parte de sua tese, Perrin estuda a natureza dos raios X, descobertos por Whilhelm Röntigen, em 1895, chega à compreensão da interação destes raios com a matéria. Ele recebeu por esta tese, no próprio ano de sua publicação, o prêmio Joule, da Royal Society (Inglaterra).

Em 1898, Jean Perrin postula o cargo do curso de físico-química, da Faculdade de Ciências da Universidade de Paris. Concorre particularmente com Pierre Curie. Embora mais jovem que Curie, Perrin obtém finalmente o posto, em razão de seu status de aluno da Escola Normal Superior e de assistente (substituto do catedrático). O fato de o relator de sua candidatura, Henri Poincaré, ser mais influente que Gabriel Lippmann, relator de Pierre Curie, parece ter tido alguma influência.

É no âmbito da Escola Normal Superior, e no contexto do caso Dreyfus que Jean Perrin se cerca de um grupo de amigos indefectíveis, por afinidades políticas particularmente: eles são todos defensores de idéias socializantes e adeptos de Dreyfus. Trata-se de Émile Borel, de Pierre e Marie Curie e de Paul Langevin. Todos militantes da Liga dos Direitos do Homem, desde sua fundação, e participam igualmente das primeiras universidades populares. O clã Borel, Curie, Langevin e Perrin é muito unido. Ao longo de sua grande amizade, organizam jantares entre intelectuais, dos quais participam Paul Painlevé, Paul Adan, Charles Péguy, Léon Blum, Édouard Herriot, entre outros. Em 1906 é criada por Borel, sob o estímulo desse grupo, La Revue du Mois (A Revista do Mês), que reagrupa em sua equipe de redação, além de Perrin e Langevin, Aimé Cotton, Jacques Dulclaux, Henri Mouton, Robert Lespieau e Luis-Jacques Simon. Blum, Painlevé e Herriot também participam. Em 1907, as famílias do "clã" decidem, conjuntamente, educar suas crianças, fora da instituição escolar pública.

Em 1940, ele foge, face ao avanço alemão, refugiando-se em Bordeaux, e vai em junho com os ministros e os deputados, como Nine Choucroun, a bordo do Massilia, para Casablanca (Marrocos), e daí embarcando no navio SS Excambion, em dezembro de 1941, para Nova Iorque, lá desembarcando em 23 de dezembro deste mesmo ano.


Cronologia

1891: ingressa na Escola Normal Superior de Paris;

1894: é aprovado no concurso de assistente de física;

1895: demonstra que os raios catódicos são constituídos de corpúsculos de carga Negativa. É assistente-preparador no Laboratório de Física da Escola Normal Superior;

1897: Doutor em Ciências;

1898: encarregado do curso de Físico-Química da Escola Normal Superior;

1900: Professor na Escola Normal Superior de Sèvres;

1908: determina de modo preciso o número de Avogadro;

1910: Titular da cadeira de Físico-Química, na Faculdade de Ciências de Paris;

1930: publica Os átomos (Les atomes);

1914-1918: Oficial de Engenharia na Armada Francesa;

11 de junho de 1923: eleito membro da Academia de Ciências (Seção Física Geral);

1926: recebe o prêmio Nobel de Física. Criação do Laboratório de Físico-Química;

1930: criação do Instituto de Biologia Físico-Química;

1936: em outubro é nomeado subsecretário de Estado da Pesquisa no primeiro governo Léon Blum;

1937: cria o Palácio da Descoberta (Palais de la Découverte), quando da Exposição Universal de Paris.



Palais de la Découverte onde são apresentadas as mais recentes conquistas da ciência e os grandes marcos do progresso.

Créditos: MyParisNet.


1938: é nomeado subsecretário de Estado da Pesquisa Científica, no segundo governo de Léon Blum;

1939: decide a fusão da Caixa Nacional da Pesquisa Científica com o Escritório Nacional de Pesquisas Científicas e de Invenções, o que conduzirá à fundação, em 19 de outubro de 1939, do Centro Nacional da Pesquisa Científica (em francês, CNRS);

1940: é nomeado diretor da Universidade Francesa de Nova Iorque; deixa sua cátedra de Paris, invadida pelos alemães, e foge para Bordeaux;

Em 17 de novembro de 1948 suas cinzas foram transportadas para o Panthéon de Paris.

Ele é pai de Francis Perrin, físico, especialista em fissão nuclear, que dirigiu o Comissariado de Energia Atômica (CEA), de 1951 a 1970.


Principais publicações:

  • Les Principes. Exposé de thermodinamique (1901)

  • Traité de físico-chimie. Les principes (1903)

  • Les Preuves de la réalité moléculaire (1911)

  • Les atomes (1913)

  • Matière et Lumière (1919)

  • Les Élements de la physic (1929)

  • L'Orientation actuelle des sciences

  • Les Formes chimiques de transition (1931)

  • La Recherche scientifique (1933)

  • Grains de matière et grains de lumière (1935)

  • L'Organisation de la recherche scientifique en France (1938)

  • À la surface des choses (1940-1941)

  • La Science et l'espérance (1948)


Wikipedia (fr) (Tradução e Adaptação - MIA).


 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco