Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes cultural
ano internacional da Química

arte e ciência

cultura das ciências

links culturais

 
CULTURA DA QUÍMICA


CENTENÁRIO DE LINUS PAULING (1901-2001)





Neste 2001 todos os químicos comemoram o Centenário do nascimento de Linus Pauling. Em todo o mundo, uma série de homenagens foram e estão sendo realizadas para celebrar um dos mais importantes químicos e humanistas dos anos novecentos.

Todo o acervo relacionado a Linus Pauling encontra-se residente na Universidade Estadual de Oregon que é, inclusive, a responsável pela "Linus Pauling - Centenary Celebration", mantendo uma página na Internet http://pauling.library.orst.edu. Nela figuram informações relativas ao calendário dos eventos, à exibição itinerante do acervo, ao catálogo Pauling, dados sobre a Galeria de Imagens, audio/ video e lembranças comemorativas. O website conta, ainda, com uma cronologia de Pauling.

Recente pesquisa informal feita com alunos cursando Química, em nível de graduação, revelou que poucos sabem da importância que Linus Pauling tem para a Química Moderna e de suas muitas contribuições à estrutura cristalina, ligação química, química teórica, proteínas, ao ensino de química, entre outras. Isto sem falar no seu lado militante, em favor da paz mundial. Estes dois aspectos de sua obra acabaram por distingui-lo com dois Prêmios Nobel: um de Química e, outro, da Paz.

Salvo melhor juízo, no Brasil, foram poucas as manifestações sobre este Centenário. Uma delas, a "Semana de Química Fundamental e Tecnológica", da Universidade Federal de Pernambuco, teve como tema: 100 Anos do Nascimento de Linus Pauling, realizada de 30 de julho a 3 de agosto de 2001, em Recife. No evento, o Professor Ricardo Ferreira, que teve o privilégio de privar da amizade pessoal de Pauling, proferiu uma notável palestra: "100 Anos de Linus Pauling".

O LQES - Laboratório de Química do Estado Sólido, associando-se a esta grande celebração disponibiliza, em seu site, em primeira mão, a tradução da Cronologia de Linus Pauling, de autoria do Dr. Robert J. Paradowski, no sentido de divulgar, em língua portuguesa, a fascinante trajetória do grande cientista e humanista.


Oswaldo Luiz Alves



CRONOLOGIA DE LINUS PAULING



Pré-1920  - voltar

1901
Linus Carl Pauling, filho de Hernan e Belle Pauling, nasce em Portland, em 28 de fevereiro.

1905
Os Paulings mudam-se para Condon, Oregon, onde Herman abre uma farmácia. William P.Murphy, que em 1934 viria a ser Prêmio Nobel de Medicina, à essa época, também residia em Condon.

1910
A 12 de maio, Herman Pauling escreve uma carta para o Oregonian, de Portland, falando sobre seu filho de nove anos, o qual é um "grande leitor" e profundamente interessado em História Antiga e Ciências Naturais. Pergunta por leitores do jornal que possam aconselhá-lo sobre trabalhos adequados a seu filho, o qual tem "desenvolvido inclinações prematuras".
Em 11 de junho, Hernan Pauling morre, repentinamente, vítima de uma úlcera estomacal perfurada, com conseqüente peritonite. Pouco tempo depois, Pauling deixa Portland.

1916
Primeiro semestre de Química na Escola Superior de Washington. Devido a um conflito de horários, Pauling não pode completar os requisitos da disciplina de História Americana. Ele nunca se graduou numa high school.

1917
Começou a estudar, em 6 de outubro, no Oregon Agricultural College (OAC), em Corvallis.

1919
O Departamento de Química da OAC oferece a Pauling, jovem estudante, uma posição de Instrutor Assistente em Análise Química Quantitativa, em tempo integral.

Anos 20  - voltar

1920
Escreve a Arthur Amos Noyes sobre seu interesse em ir para o Instituto de Tecnologia da Califórnia (California Institute of Technology).

1921
Realiza a primeira pesquisa sobre o efeito do magnetismo na orientação de cristais de ferro, quando são eletrodepositados a partir de uma solução de sal de ferro.

1922
Encontra, pela primeira vez, Ava Helen Miller, em um curso, no qual é professor: "Chemistry for Home Economics Majors".
22 de junho, gradua-se no Oregon Agricultural College.
Parte para o Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena.

1923
Primeiro trabalho publicado sobre a estrutura da molibdenita, com Rose Dickinson, no Journal of the American Chemical Society. A despeito da oposição familiar casa-se - em 17 de junho -, com Ava Helen, em Salem, Oregon.

1925
Nasce, a 10 de março, Linus Carl Pauling Jr.
Obtém seu PhD em Química (com menções em Física e Matemática), com a tese: "The Determination with X-Rays of the Structure of Crystals"

1926
Escolhido para a Bolsa de Estudos da Fundação Guggenheim . Viaja com Ava Helen para a Europa, deixando Linus Jr. com a mãe desta.

1927
Publica um de seus mais importantes trabalhos: "The Theoretical Prediction of the Physical Properties of Many-Electron Atoms and Ions, Mole Refraction, Diamagnetic Susceptibility, and Extension in Space".
Volta para o Caltech onde é nomeado Professor-Assistente de Química Teórica.

Anos 30  - voltar

1930
Trabalha com mecânica quântica no Arnold Sommerfeld's Institute for Theoretical Physics, na Alemanha; resolve problemas relacionados à mecânica quântica da ligação química.

1931
Nasce, em 10 de fevereiro, seu segundo filho - Peter Jefress Pauling.
Torna-se full professor no Caltech.
Recebe o primeiro A. C. Langmuir Prize, da American Chemical Society.

1932
Nasce, a 31 de maio, sua filha, Linda Helen Pauling.
Encontra Albert Einstein, que assiste a um seminário sobre mecânica quântica da ligação química, proferido por Pauling.

1933
Eleito o mais jovem membro da National Academy of Sciences (NAS).
Recebe o seu primeiro título de Professor Honorário do Oregon State College.

1934
Recebe o "three-year-grant", da Fundação Rockefeller, para financiamento da pesquisa sobre a estrutura da hemoglobina.
Publica, com E. Bright Wilson Jr., o livro: "Introduction to Quantum Mechanics, with Application to Chemistry".

1937
É nomeado Diretor do Gates Laboratory e Presidente da Divisão de Química e Engenharia Química.
Nasce, a 4 de julho, Edward Crellim Pauling, seu terceiro filho.

1939
Publica o livro "The Nature of the Chemical Bond, and the Structure of Molecules and Crystals". Este livro, o mais importante de Pauling, tornou-se, no fim deste século, "o livro mais citado da literatura científica".

Anos 40  - voltar

1940
Está envolvido com vários trabalhos, dentro do esforço de guerra: explosivos, propelentes de foguetes e em pesquisa médica. Desenvolve, também, o Medidor de Oxigênio Pauling (Pauling Oxygen Meter).

1941
Recebe a Medalha William H. Nichols.
Diagnosticado como portador de glomerulonefriti, doença renal comumente fatal. É assumido e seguido por Pauling, nos próximos quinze anos, um novo e radical programa de tratamento, desenvolvido pelo Dr. Tomas Addis, o qual investe num consumo módico de proteína e ingestão de grandes quantidades de água. Tal tratamento, provavelmente, tenha salvo a vida de Pauling.

1942
Ava Helen Pauling coloca-se contra o " internamento" de nipo-americanos.
Pauling, Dan Campbell e David Presmann anunciam o sucesso da formação de anti-corpos artificiais.
No outono, J. Robert Oppenheimer oferece a Pauling o cargo de Diretor da Divisão de Química e Metalurgia do Projeto Manhattan. Devido a sua nefrite e seu envolvimento com outros projetos de guerra, Pauling declina.

1945
Pauling e Campbell anunciam o sucesso do desenvolvimento de um substituto para o plasma sangüíneo: a oxipoligelatina (oxypolygelatin).
Auxilia na preparação do Relatório Bush (sobre a ciência nos Estados Unidos após a 2ª Guerra Mundial). Argumenta que é responsabilidade do Governo encorajar a pesquisa para evitar a guerra.
Em agosto, Pauling fica bastante preocupado ao tomar conhecimento do lançamento das bombas em Hiroshima e Nagasaki. Começa a dar palestras sobre bombas atômicas para grupos mais próximos.
Atendendo a um anseio de Ava Helen, decide devotar grande parte do seu tempo ensinando sobre assuntos relacionados com a questão de como abolir a guerra no mundo.

1946
Recebe a Medalha Willard Gibbs, da American Chemical Society, Divisão de Chicago.
A pedido de Albert Einstein participa da formação do Comitê de Emergência de Cientistas Atômicos (Emergency Committee of Atomic Scientists).

1947
Recebe a Medalha Theodore William Richards, da Seção Northeast da American Chemical Society.
Publica o livro-texto - General Chemistry (traduzido para o português) o qual revoluciona o ensino de Química.
Agraciado com a Medalha Davy, da Royal Society de Londres.
Em dezembro, Pauling assume, por escrito, atrás de um cartão, um compromisso: "Em toda conferência pública que eu proferir, de agora em diante, me comprometo a fazer alguma menção sobre a necessidade da paz mundial."

1948
Agraciado com a Medalha Presidencial do Mérito (Presidential Medal for Merit).
Volta a estudar o problema da estrutura das proteínas e, agora, descobre que pode formular uma configuração helicoidal, estruturalmente satisfatória.

1949
Torna-se Presidente da American Chemical Society. Em seu discurso de posse chama atenção para a necessidade das corporações industriais americanas darem suporte para a pesquisa científica, de modo a assegurar a provisão regular de novos produtos.
Em abril, Pauling e Harvey Itano, com Singer e Wells apresentam, num encontro da National Academy of Sciences (NAS), seus resultados sobre anemia falsiforme (sick-cell anemia), como sendo uma doença molecular.

Anos 50  - voltar

1950
Publica, College Chemistry, tratamento mais acessível da Química Básica, do que aquele veiculado em seu General Chemistry.
Em 13 de novembro, testemunhando ante o Comitê de Investigação do Senado da Califórnia, Pauling - por mais de duas horas -, expõe os motivos pelos quais contesta a lealdade do juramento em inquérito que envolve as convicções políticas das pessoas.

1951
A 28 de fevereiro, seu aniversário de 50 anos, Pauling apresenta o trabalho "The Structure of Proteins: Two Hydrogen-Bonded Helical Configurations of the Polypeptide Chain", no Proceedings of the National Academy of Sciences, escrito juntamente com Corey e H.R. Branson. O trabalho é publicado em abril.
A USSR Academy of Sciences ataca a teoria de ressonância das ligações químicas, de Pauling, como antagônica ao Marxismo.

1952
É indeferido o pedido de passaporte solicitado por Pauling: "O Departamento [de Estado] é da opinião que a viagem proposta não estaria entre os interesses imediatos dos Estados Unidos". Pauling planejava visitar a Inglaterra para participar de um encontro sobre estrutura de proteínas. Recebe um passaporte limitado, mas deixa escapar a Conferência Inglesa, na qual dados cristalográficos do DNA são apresentados, pela primeira vez, por Rosalind Franklin.

1953
Pauling e Corey publicam "Stable Configurations of Polypeptide Chains", nos Proceedings da Royal Society. Essa irá se tornar uma de suas publicações mais citadas.

1954
Em outubro, Pauling toma conhecimento de que será agraciado com o Prêmio Nobel de Química "por suas pesquisas sobre a natureza das ligações químicas e sua aplicação na elucidação da estrutura de substâncias complexas".
Pauling e família viajam para Estocolmo onde, em 10 de dezembro, recebe do Rei Gustav Adolph VI, o Prêmio Nobel.

1955
Em 15 de julho, Pauling e mais de cincoenta cientistas laureados com o Nobel publicam a Mainau Declaration, a qual pede pelo fim de toda a guerra, principalmente a nuclear.
Em novembro, Pauling apresenta-se frente ao subcomitê do Senado, sobre Direitos Constitucionais. Declara não ser e nem, jamais, ter sido comunista, aberta ou dissimuladamente.

1956
Recebe, em Roma, a Medalha Amadeu Avogadro. Faz uma palestra, em italiano, sobre Avogadro.
Encabeça um grupo de cientistas no estudo da química molecular de doenças mentais.

1957
Em 15 de maio fala a estudantes, na Universidade de Washington, quando declara que nenhum ser humano deveria ser sacrificado por qualquer programa nacional de aperfeiçoamento de armas nucleares. Em resposta entusiástica à sua fala, redige um apelo para o fim de testes com a bomba atômica, o qual é prontamente assinado por mais de 100 membros do Departamento de Ciências da Universidade. É formulado às Nações Unidas o famoso apelo à não realização de testes com a bomba atômica.

1958
Em 15 de janeiro, Linus e Ava Helen Pauling apresentam, para Dag Hammarskjöld, nas Nações Unidas, petição para que cessem os testes com a bomba, juntamente com uma lista de mais de 9 mil assinantes.
Em fevereiro, Pauling debate com Edward Teller, na televisão, sobre a emissão de partículas radiativas, liberadas em explosão nuclear, e sobre desarmamento.
Em abril, Pauling e outros dezessete encabeçam uma ação judicial contra o Departamento de Defesa dos Estados Unidos e a Comissão de Energia Atômica, para por fim aos testes nucleares.
Pauling publica No More War!
É eleito para a Soviet Academy of Sciences.
Publica artigo sobre os efeitos genéticos e somáticos do carbono-14. Nesse artigo estima os efeitos, sobre a geração seguinte, de um ano de testes com bombas nucleares.

1959
Pauling formula a teoria dos hidratos microcristalinos na anestesia.
Os Paulings comparecem à 5a Conferência Anual contra as Bombas Atômica e de Hidrogênio, em Hiroshima, Japão. Pauling é o membro-condutor de um Comitê que esboça e escreve o "Hiroshima Appeal", o principal documento resultante da Conferência.

Anos 60  - voltar

1960
De domingo, 31 de janeiro, a segunda, 1 de fevereiro, Pauling fica preso nas proximidades de um precipício, em um rochedo íngreme, próximo de seu rancho. Seu desaparecimento gera grande consternação e seu resgate é noticiado em todo o mundo.
Em 21 de junho, Linus testemunha ante o Subcomitê Investigativo da Administration of the Internal Security Act, em Washington.
Em 11 de outubro, Pauling apresenta-se novamente ante o Subcomitê e, mesmo sob ameaça de ser detido, recusa-se a revelar os nomes daqueles que ajudaram fazer circular sua petição. Finalmente, é perdoado, sem punição.

1961
Em 2 de janeiro, a Revista Time escolhe cientistas americanos para "Homem do Ano". Pauling é um dos cientistas da capa.
Em 16 de janeiro, Linus e Ava Helen publicam "An Appeal to Stop the Spread of Nuclear Weapons".

1962
Em 24 de abril o Presidente Kennedy ordena a retomada dos testes nucleares na atmosfera. Em 28 e 29 de abril, Linus e Ava Helen Pauling, juntamente com diversos outros manifestantes, marcham em protesto em frente à Casa Branca. Ao anoitecer de 29 de abril, Linus e Ava entram na Casa Branca como convidados do Presidente e da Senhora Kennedy, os quais haviam convidado, para um banquete, vários ganhadores do Prêmio Nobel.
Linus recebe um Diploma Honorário da Washington High School.
Nas eleições de novembro, Pauling recebe 2694 votos (escritos na cédula, mesmo sem ser candidato) para Senador pela Califórnia.

1963
Encabeça uma ação contra o National Review, de Willian F. Buckley.
Em 10 de outubro, dia em que estava sendo negociado um teste nuclear parcial, o Comitê do Prêmio Nobel da Paz, do Parlamento Norueguês, anuncia a concessão do Prêmio Nobel da Paz, de 1962, a Linus Pauling. A mídia dos Estados Unidos reagiu negativamente - a Revista Life declara o anúncio como sendo "um enorme insulto da Noruega".
Ao final de outubro, Pauling anuncia ter aceito uma nomeação, efetivada em 1 de novembro, como Professor-Pesquisador do Center for the Study of Democratic Institutions, de Santa Bárbara, Califórnia. Deixa o California Institute of Technology, após 42 anos.
Em 10 de dezembro, na Noruega, Pauling recebe o Prêmio Nobel da Paz, de 1962.
Desliga-se da American Chemical Society, por conta de sua insatisfação com a atitude da Sociedade, em relação a continuação dos testes com a bomba atômica e seu Prêmio Nobel da Paz.

1965
Em 12 de agosto, oito ganhadores do Prêmio Nobel da Paz fazem um urgente apelo aos líderes mundiais para um cessar-fogo imediato e uma decisão política sobre a guerra do Vietnam. Pauling, Albert Schweitzer e Martin Luther King Jr. estão entre os signatários.
Linus anuncia uma nova teoria da estrutura dos núcleos atômicos. A idéia básica de sua teoria é que prótons e nêutrons são combinados em esferons. Publica: "The Close- Spheron Theory and Nuclear Fission", na revista Science.

1967
Ausenta-se, por um ano, do Center for the Study of Democratic Institutions para aceitar o cargo de Professor de Química, da University of California, em San Diego.
Em dezembro, Ava Helen é hospitalizada, após sofrer um pequeno derrame. Recupera-se completamente.

1969
Aceita nomeação para Professor de Química, na Stanford University.

Anos 70  - voltar

1970
Publica "Evolution and the Need for Ascorbic Acid", nos Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).
É agraciado com o Lenin Peace Prize, de 1968-1969.
Publica Vitamin C and the Common Cold. O livro torna-se um best-seller e, em 1971, conquistará o Phi Beta Kappa Book Award, como um dos mais destacados e importantes trabalhos publicados em 1970.

1971
Dr. Ewan Cameron informa Pauling sobre seu trabalho, na Escócia, com pacientes de câncer. Pauling responde afirmando que o ácido ascórbico poderia ser de grande valor na prevenção e tratamento do câncer. Tal correspondência marca o início de uma frutífera colaboração.

1972
Cameron e Pauling submetem ao PNAS um artigo - "Ascorbic Acid and the Glycosaminoglycans: An Orthomolecular Approach to the Treatment of the Cancer and other Diseases". Após controversa decisão, o PNAS decide não publicar o trabalho.

1973
Pauling é nomeado Diretor do Laboratory of Orthomolecular Medicine, o precursor do Linus Pauling Institute.
Pauling e David Hawkins editam Orthomolecular Psychiatry: Treatment of Schizophrenia.
Linus e Ava Helen viajam para a República Popular da China. Estão entre os primeiros americanos a realizar esta viagem em plena era da détente.

1974
O Institute of Orthomolecular Medicine muda seu nome para Linus Pauling Institute of Science and Medicine. Um mês depois, Pauling deixa a Stanford University.

1975
Linus Pauling e Peter Pauling publicam Chemistry.
Agraciado com a National Medal of Science.

1976
Profere a Conferência: "What Can We Expect for Chemistry in the next 100 years?", na abertura da Centésima Reunião Anual da American Chemical Society, em Nova Yorque.
No verão, Ava apresenta problemas digestivos e os exames revelam um grande tumor no estômago. É submetida a uma gastrectomia de três quartos do estômago e recupera-se bem da cirurgia.
Pauling publica: Vitamin C, the Common Cold and the Flu, uma versão, sem data, de seu último livro.

1977
No Estado do Óregon, o dia 1 de Junho é declarado Dia de Linus Pauling, pelo Governador Bob Straub.

1978
Recebe a Lomonosov Gold Medal, a mais alta premiação da Soviet Academy of Sciences
Cameron and Pauling publicam Cancer and Vitamin C.

1979
Primeiro condecorado com a United States National Academy of Sciences Medal, in the Chemical Sciences.

Anos 80  - voltar

1981
Profere a Conferência Inaugural Ava Helen Pauling for World Peace, na Oregon State University.
Em 1 de novembro é concedida a Ava Helen o 5th Ralph Atkinson Award, celebrando seus esforços pela Paz e pela Liberdade Civil. Foi sua última aparição pública.
Em 7 de dezembro Ava Helen Pauling morre, vítima de câncer de estômago.

1982
Em junho, Pauling realiza uma viagem sentimental (de recordações) ao Óregon e Washington.
Revisita diversos lugares nos quais estivera junto com Ava Helen. Vê, pela primeira vez, no Cemitério de Condon, a sepultura de seu avô: Linus Wilson Darling.

1983
Publica a edição de 25 anos de No More War!
A American Chemical Society anuncia que Pauling será agraciado com o seu mais prestigioso prêmio, a Priestley Medal, em 1984.
Anuncia a descoberta de um novo tipo de ligação química, que pode mimetizar, para moléculas pequenas, o tipo de ligação que, acredita-se, existem nos metais sólidos.

1986
Publica: How to Live Longer and Feel Better. O livro figura na lista de best-sellers do New York Times.
Anuncia, em abril, seu plano de doar todos os seus trabalhos, e também os de sua esposa, para a sua alma mater: Oregon State University.
Em dezembro, os primeiros 125.000 (de, eventualmente, mais de 500.000) itens chegam ao campus da Oregon State University.

1987
Pauling e Cameron começam a advogar o uso da Vitamina C no tratamento da AIDS.
Profere uma Conferência Especial da série George Fisher Backer Non-Resident Lectures in Chemistry, comemorando a série de conferências do ano de 1937, intitulada: "The Nature of the Chemical Bond".

1989
Recebe o Vannevar Bush Award da National Science Foundation.
Participa das discussões sobre "fusão a frio" e faz uma explanação química sobre aquilo que alguns têm interpretado como um fenômeno nuclear.

Anos 90  - voltar

1991
Publica um apelo para que se interrompa a investida para a Guerra no Golfo Pérsico.
Teoriza com Matthias Rath que as deficiências de ascorbato são a causa primária das doenças cardíacas.
É diagnosticado, em dezembro, como portador de câncer prostático e retal.
Pauling submete-se a duas cirurgias para tratar do câncer, e, paralelamente, adota megadoses de Vitamina C, como forma de terapia.

1994
Morre, aos 19 de agosto, LINUS PAULING, no Deer Flat Ranch, Big Sur, na Califórnia.




Este material é uma tradução de "A Pauling Chronology", de autoria do Dr. Robert J. Paradowski, publicada em http: //pauling library.oerst.edu. A tradução e adaptação do texto foi realizada por Maria Isolete Alves, com consultoria de Oswaldo Luiz Alves.

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco