Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
 alunos e alumni 
alunos

alumni

cadastre-se
 
ALUMNI 

Noêmia Watanabe, Doutorado (2002)
email: noemia@lnls.br

Estudo das propriedades estruturais e eletrônicas de agregados metálicos (Cu, Co) em matrizes de polímeros condutores obtidos por eletroquímica.

Resumo

Materiais compósitos formados por metal-polímero condutor têm apresentado diferentes aplicações tecnológicas como catalisadores, sensores ou dispositivos magnéticos. O desempenho destes materiais depende do tipo de interação existente entre o polímero e o metal assim como da estrutura cristalina dos agregados. Diferentes estudos têm sido realizados para entender este tipo de interação, contudo, esse assunto ainda é motivo de grande controvérsia.

Neste trabalho, estudou-se a incorporação eletroquímica de Cu em polipirrol e Co em polipirrol e polianilina. As evoluções estruturais e eletrônicas ocorridas nos metais durante sua incorporação na matriz polimérica foram acompanhadas através de medidas de XAS (Espectroscopia de Absorção de raios-X) in situ nas bordas K do Cu e do Co. Para a realização destas medidas, foi necessária a construção de uma célula eletroquímica adequada para este tipo de experimento. A interação existente entre o metal e o polímero foi analisada através de medidas de XAS ex situ nas bordas K do N e O. Medidas nas bordas L2,3 dos metais foram realizadas para investigar os efeitos da exposição das amostras ao ar e imagens de MEV (microscopia eletrônica de varredura) forneceram informações morfológicas dos compósitos formados.

Medidas de magnetização em amostras de Co/polipirrol forneceram informações a respeito de suas propriedades magnéticas e medidas de espectrometria RBS (retroespalhamento Rütherford) forneceram informações a respeito da composição do material.

Uma das contribuições deste trabalho foi a demonstração da existência de interação metal-polímero, sendo que o tipo de interação que se forma é altamente dependente da natureza do polímero, do metal e do meio eletrolítico no qual se trabalha.

[CNPq]

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco