Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
 o laboratório
histórico

missão

a identidade visual lqes

proposta de trabalho

repercussões

facilidades laboratoriais

facilidades instrumentais

indicadores de produtividade

estrutura organizacional

normas de segurança

código de ética

localização

 
DA CRIAÇÃO AOS DIAS ATUAIS

Passados 15 anos, tem-se uma nova situação, configurada de forma sobremodo diferente daquela de então. Tal fato pode ser constatado não apenas no Instituto de Química da UNICAMP, mas também em outros Institutos de Química do Estado de SP e do país. As Reuniões Anuais da SBQ, especialmente no que diz respeito às atividades da Divisão de Química de Materiais, são das mais fortes provas do que afirmamos.

No que diz respeito especificamente ao Instituto de Química da UNICAMP, conseguiu-se - com a colaboração de vários colegas que atuam na área - instalar, implementar e, neste momento, estarmos fazendo um up-grade de respeitável infra-estrutura para caracterização de materiais. Como conseqüência disto, as atividades em Química de Sólidos e Materiais (QES&M) firmaram-se e cresceram substancialmente, estando inclusive atraindo estudantes de pós-graduação e pós-doutores de outros estados e países. Inequivocamente, a Instituição já tem uma cultura e, sobretudo, uma excelência acadêmica na área, reconhecida em termos nacionais, e que agora começa a ter repercussões internacionais.

Um outro aspecto da questão deve ser destacado: não obstante ter sido implantada há pouco tempo em nosso meio, já não existe uma linha demarcatória entre a Química e a Física do Estado Sólido. A área de sólidos - mais do que qualquer outra -, talvez seja aquela na qual a fronteira é particularmente mais incerta e móvel, embora os objetivos dos especialistas que atuam nessas duas "disciplinas" sejam claramente distintos.

Dentre os aspectos ressaltados, merece consideração o fato de que em meados de 1987, a conceituada revista alemã "Angewandte Chemie" editada pela VCH, fez veicular em seus números um encarte com o título Advanced Materials, que logo daria origem a uma nova revista, basicamente uma revista de Química de Materiais. O mesmo ocorreu com a Royal Chemical Society e Americam Chemical Society que, respectivamente, lançaram os periódicos: Journal of Materials Chemistry e Chemistry of Materials. Tais revistas tornaram-se hoje, em menos de 15 anos, as mais importantes publicações das respectivas sociedades científicas, sendo que a Advanced Materials ocupa um papel destacado dentre os períodicos (de química ou não) com maior índice de impacto. Observa-se, portanto, que a Química dos Materiais, irmã mais jovem da Química do Estado Sólido tem, sido reconhecida mundialmente como uma área-chave, não só dentro da pesquisa química acadêmica como da tecnológica.

Acreditamos ser, hoje, difícil contestar o papel da Química do Estado Sólido e de Materiais dentro do conjunto das disciplinas químicas. Conforme já afirmamos, graças a sua grande interdisciplinaridade, e mesmo transdisciplinaridade, a QES&M tem contribuído para com toda a Química, através de novas formas de pensar e de raciocínio, novas técnicas - quer sejam elas de preparação, quer de caracterização -, enfim, outras possibilidades para fazer face às novas exigências e desafios da modernidade.

Oswaldo Luiz Alves - Fundador e Coordenador Científico do LQES - Laboratório de Química do Estado Sólido.

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco