Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
 lqes responde
H1N1

sopa primordial

propriedade intelectual

o que é uma nanopartícula?

elips˘metro

lápis-lazuli

cosméticos

genéricos

cartilha de produtos clandestinos

controle de produtos químicos

água grau reagente

reprografia e direito autoral

caderno de laboratório


recomendações de segurança

pilhas e baterias: descarte

nomenclatura e símbolos IUPAC

acrônimos

glossário lqes

abreviaturas de periódicos

conheça um laboratório

redigir trabalhos científicos

o que são patentes?

 
O que é Lápis-Lazúli ?


Bem, não se trata de um lápis azul, pura e simplesmente! De origem latina, o significado de lápis é pedra e de lazúli, azul. Não uma pedra qualquer, mas uma gema que, após lapidada e polida, torna-se uma pedra preciosa, verdadeira "jóia", de um azul magnífico e brilho vítreo.

Assim como outras gemas, ela é mais opaca que brilhante. Sendo o resultado da combinação de diversos minerais, entre eles lazurita, sódio, alumínio e pirita é conhecida mais como rocha que como mineral, a qual é também bastante diferente de muitas outras gemas.


Arqueólogos.

Arqueólogos registram o uso do lápis-lazúli já há 7000 anos. Nas tumbas egípcias, a pedra era usada não apenas em joalheria, mas também em outros objetos decorativos como caixas, escaravelhos e esculturas. Os egípcios antigos faziam também amuletos usando pedras. Outros achados sugerem o crescimento do uso do lápis-lazúli também em maquiagem, quando era usado em sombras para os olhos. Na Idade Média e na Renascença, o uso do lápis cresceu quando artistas o usavam para criar pinturas azuis brilhantes na arte de ambos períodos.




Peça de Lápis-Lazúli na forma de pinha.

Crédito: Perfect Gift


Atualmente, a maioria do lápis-lazúli vem do Afeganistão e mineiros buscam encontrar pedras com azul profundo, vindo de depósitos de pirita, também conhecida, como "ouro dos tolos". As melhores pedras podem ainda ser usadas em esculturas para porta-jóias ou como pedras para peças de joalheria. O lápis-lazúli é também o preferido entre os joalheiros profissionais e é freqüentemente avaliado em sua forma de conta. As próprias pedras se prestam bem a esculpir, embora exibam um odor até certo ponto desagradável. Aqueles que trabalham com lápis-lazúli devem fazer uso de roupas e máscaras apropriadas, a fim de se resguardarem de depósitos de sílica nos pulmões.

Na forma de contas, o lápis-lazúli está disponível em muitas variedades, sendo bastante razoável em preço. Entretanto, uma maior qualidade das gemas contribui para um preço mais alto. Pode ser encontrado na forma de fusos, cilindros, tubos facetados, lágrimas e lindas contas redondas. As pedras redondas vêm sendo usadas como contas de rosário há séculos.




Pedras de Lápis-Lazúli.

Crédito: Psychic-Revelation



Contas para "craftwork", freqüentemente são adquiridas em cordão. Cordões de lápis-lazúli em forma de fusos podem custar menos de 1 dólar por conta. Contas compridas, como tubos facetados, podem custar por volta de 3 dólares cada uma. Vários sites na Internet oferecem descontos para grandes aquisições e o negócio com as gemas é também uma boa oportunidade para se encontrar colares de lápis-lazúli.

Pedras soltas também são geralmente baratas. A tendência é que sejam medidas em gramas, não em quilates. É bom lembrar que 1 quilate equivale à metade de 1 grama. 3-4 gramas de pedras equivalem a um valor não muito alto: 30 dólares, enquanto pedras de grande qualidade podem chegar a 40 dólares por grama.

Usado em anéis, o lápis-lazúli requer cuidados especiais. Na Escala de Mohs, apresenta dureza 5-6, apenas. Assim, o anel deverá ser "poupado", quando da realização de tarefas de limpeza doméstica.

Visando a uma melhor qualidade, as lojas que comercializam o lápis-lazúli questionam seus fornecedores, dado que, muitas vezes, o lápis-lazúli pode ser colorido artificialmente, imitando assim as pedras de melhor qualidade.

O lápis-lazúli, na Antigüidade, era tido como o símbolo da verdade. Em certas crenças, era também considerado como um portal que conduzia ao mundo espiritual. No Catolicismo Romano, na maioria das pinturas em que figura a Virgem Maria, tanto na Idade Média quanto no Renascimento, o lápis-lazúli está presente. Assim, o lápis-lazúli sempre esteve associado ao misticismo e à pureza.

Wisegeek (www.wisegeek.com), consultado em October 26, 2006 (Tradução - MIA).

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco