Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Elementar meu caro Watson!

Se a comemoração de um centenário, por si só, já é fato memorável, o que não dizer, então, de se festejar um duplo centenário? Pois é, O Cão dos Baskerville, em 2002, comemorou cem anos de sua primeira publicação, fato que coincide com os cem anos da outorga, a seu autor, Sir Conan Doyle, do título de Cavaleiro.

Mesmo que, para alguns, autor e obra, do caso em questão, não provoquem uma associação imediata, o só título deste texto: Elementar meu caro Watson!, é o bastante para promover uma associação direta entre o autor em questão e sua sobejamente conhecida criação - nada mais nada menos que o respeitadíssimo detetive fictício Sherlock Holmes.

Tão - e com todo o mérito -, incensado na literatura mundial como um dos autores mais representativos do gênero de literatura policial, que sentimentos invadiriam Sir Conan Doyle, ao ver outorgado, de modo póstumo e extraordinário, pela Royal Society of Chemistry, o título de Extraordinary Honorary Fellowship (Membro honorário) a Sherlock Holmes, sua mais representativa criação?

Sherlock, que sempre recorreu a seus qualificados conhecimentos químicos para solucionar os casos mais intrincados, é mais do que merecedor, todos concordarão, da homenagem "a ele" prestada pela Royal Society of Chemistry.

Sir Alec Jeffreys, em setembro, recebeu da Royal Society honrarias por trabalhos seus, realizados nos anos 1980, que levaram ao uso de impressões digitais ADN nas pesquisas criminais. Contudo, Conan Doyle já antecipara, de 120 anos, o recurso à química na luta contra o crime, através de Holmes, personagem que criou inspirando-se no Dr. Joseph Bell, seu professor na Faculdade de Medicina de Edimburgo.

Membro da Royal Society of Chemistry, o Dr. John Watson esteve presente na entrada da estação de metrô de Baker Street, em frente à estátua de Mr. Holmes, quando, em 16 de outubro último, foi apresentada a recompensa. Na solenidade esteve presente também um cão da raça Mastiff, representando um ancestral seu que, durante dois séculos, freqüentou a família Baskerville.

Royal Society of Chemistry. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco