Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 

NOVIDADES em C&T&I e do LQES

Computador do tamanho de um grão de areia.

Universidades escocesas se reúnem e investem cerca de 1,9 milhões de euros para desenvolver computador com estas "dimensões". (Leia nota)

Laser azul-violeta com potência de 200 mW : uma realidade !

Laser fabricado pela empresa japonesa Toshiba trabalha com uma corrente de 164 mA e emite em 409 nm. (Leia nota)

Nanocristais podem dar um "basta !" às notas falsificadas de euros.

Banco Central europeu precisou "sair correndo atrás do prejuízo" : nanocristais de óxidos e fosfatos, com emissão fluorescente específica, "saíram a campo" e fazem parte da força-tarefa ! (Leia nota)

Cardíacos podem buscar socorro nas próprias roupas.

Não se espante ! Sutiãs e cuecas ligados a dispositivos eletrônicos podem monitorar o batimento cardíaco e, em caso de anormalidade, acionar até uma ambulância. (Leia nota)

Novidades para o outono/inverno 2004 : tecidos feitos com fibras de nylon que controlam variações de temperatura.

Fibras coaxiais, do tipo núcleo/casca - tendo como núcleo um polímero com temperatura de fusão próxima à do corpo humano e nylon como casca -, são a base desse novo desenvolvimento. (Leia nota)

Acredite se quiser : ecografia feita a 5.000 km de distância.

Projeto financiado pela União Européia aposta na realização de ecografias a longa distância. O teste foi animador : paciente na Nicósia (Turquia) pôde ser examinado por médico em Tour (França). (Leia nota)

Instituto do Milênio de Materiais Complexos completa sua série de Colóquios 2003.

Programação de alto nível e transmissão em tempo real pela Internet caracterizaram o sucesso da edição 2003. (Leia nota)

Trigésima primeira Tese realizada no LQES focaliza o Óxido de Manganês.

Riqueza estrutural e seus (nano)compósitos com o polímero óxido de polietileno foram focalizados nesta Tese. (Leia nota)

"Tinta eletrônica" é uma realidade. Ganha, agora, velocidade e muitas cores.

Óleo e micropartículas abrem enormes possibilidades. Estão previstas novidades comerciais já para 2004. (Leia nota)

Retardadores de chama à base de PBDE em via de desaparecimento.

Fabricantes cedem e interrompem a produção, graças à pressão da Agência de Proteção Ambiental Americana (EPA). (Leia nota)

Nova descoberta sobre o chá : potencialidade na prevenção de infecções pelo HIV.

Pesquisadores japoneses mostram que substância contida nas folhas do chá se liga a receptores nas membranas celulares impedindo, assim, o ataque do vírus do HIV. (Leia nota)

Luz controla memória de forma de plástico.

O plástico é inteligente : dobra-se com um tipo de luz e desdobra-se com outro. (Leia nota)

Nanoguitarras, nanotambores, nanoxilofones... Novamente a Nanotecnologia mostra "quanto o pequeno é grande !"

Os nanoinstrumentos sequer podem ser vistos, todavia permitem um som "da pesada". (Leia nota)

A National Science Foundation (EUA), preocupada, quer saber onde estão os jovens cientistas americanos.

Alguns números dizem tudo: de 24%, em 2000, passou para 40%, em 2002, o número de doutorandos de origem estrangeira. (Leia nota)

Sangue em pó : revolução na medicina ?

Uma verdadeira revolução poderá vir a eclodir no meio médico graças ao sangue em pó, que irá dar novo rumo a um número significativo de procedimentos médicos. (Leia nota)

Supercondutividade no centro de grandes discussões.

Colóquio Internacional, realizado no Japão, mostra que a área de supercondutividade vai muito bem. O barateamento de produtos baseados nessa tecnologia já começa a ser discutido. (Leia nota)

Nanopartículas auxiliando na criminalística.

Nanopartículas fluorescentes, contendo uma camada hidrofóbica, podem dar nova resolução às impressões digitais. (Leia nota)

CDs fabricados com componentes do milho ? É isso mesmo ! Aposta-se nos discos ópticos biodegradáveis !

Empresas japonesas estão usando polímeros à base de ácido poliláctico extraído do milho. (Leia nota)

Nanobombas contra tumores : uma aplicação da ablação térmica de sólidos.

A idéia baseia-se em ter-se uma esfera nanométrica de silício, recoberta com ouro, e no uso de radiação no infravermelho próximo. (Leia nota)

Micromotores de combustão interna : as baterias do futuro.

Ter que recarregar, regularmente, baterias utilizadas nos aparelhos portáteis pode vir a ser coisa do passado, garantem pesquisadores da Universidade de Birmingham (Inglaterra). (Leia nota)

Instituto do Milênio de Materiais Complexos (IMMC) realizou seu quinto Colóquio.

Foi a vez da espectroscopia eletrônica e dos estados excitados, das cores e das modernas aplicações das quantum-moléculas. (Leia nota)

Enzima do veneno da jararaca pode combater doença de Chagas.

Pesquisadores da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) mostraram que enzima encontrada no veneno da serpente Bothrops jararaca induz a morte do Trypanosoma cruzi, parasita causador da Doença de Chagas. (Leia nota)

Cristais fotônicos de silício poroso para detecção de substâncias tóxicas.

A aplicação destes cristais na detecção de poluentes foi feita por pesquisadores da Universidade da Califórnia, em São Diego. Sua utilização está baseada na "velha" - porém, sempre funcional -, dupla : hidrofóbico & hidrofílico. (Leia nota)

Produção de poliésteres já pode contar com novo catalisador.

É possível controlar a "superatividade" dos catalisadores à base de titânio e, assim, eliminar os catalisadores à base de antimônio, conhecidos como fontes de poluição. (Leia nota)

Membranas de separação de gases têm sua seletividade e permeabilidade molecular altamente incrementadas.

Pesquisadores japoneses conseguiram melhorar, ao mesmo tempo, as duas propriedades, através da injeção de íons na membrana. (Leia nota)

França constrói o maior laser do mundo.

Para isto, 30 cadeias laser, cada uma com oito feixes - ao todo 240 feixes -, concentrarão sua energia sobre uma microesfera de alguns milímetros. Preço : mais de um bilhão de euros! (Leia nota)

Microfluidos e eletricidade : tudo a ver !

Desde Michael Faraday, em 1839, não acontecia nada tão espetacular em termos da geração de eletricidade. (Leia nota)

O sumaneno vem aí ! Sintetizado o mais novo derivado do fulereno.

Equipe de pesquisa da Universidade de Osaka, Japão, sintetiza uma molécula com forma de "tigela". (Leia nota)

Instituto do Milênio de Materiais Complexos (IMMC) realiza seu quarto Colóquio.

Foi focalizado, desta vez, o uso das modernas técnicas de microscopia eletrônica e de prova no estudo das intrigantes propriedades elétricas de polímeros e partículas nanométricas. (Leia nota)

Prêmio Nobel de Química 2003.

Dois cientistas americanos, Peter Agre (54) e Roderick MacKinnon (47), receberam este ano o Prêmio Nobel de Química por suas descobertas "sobre canais em membranas celulares". (Leia nota)

Uma rã que é uma autêntica fábrica de veneno.

Histórias de venenos de sapos e rãs têm, cientificamente, um fundo de verdade. (Leia nota)

Novas células fotovoltaicas : agora, flexíveis.

Empresa japonesa logrou tal feito tendo como base o uso de resinas. (Leia nota)

Mais novidades sobre os fulerenos : agora, fabricação em massa e aplicações

Grandes empresas japonesas se juntam para produzir e comercializar esta nova forma de carbono. (Leia nota)

Carinho para seu coração : milho enriquecido com ácido oléico.

O mau colesterol que se cuide ! Primeiros alimentos contendo ácido oléico poderão estar nos supermercados em 2007, nos EUA. (Leia nota)

Seqüenciamento genético humano a preços módicos !

Novas técnicas poderão trazer o preço de um seqüenciamento para apenas 1000 dólares. As técnicas que permitem antever isto já existem, todavia precisam ser muito melhoradas. (Leia nota)

Os nanotubos "reacendem" velho sonho : um elevador para o espaço.

As idéias de 1895, do pesquisador russo Tsiolkowsky, popularizadas pelo escritor americano Arthur Clarke, voltam à baila. (Leia nota)

A doce vida poderá vir a ser li-te-ral-men-te doce ?

Biotecnológos trabalham para obter um bloqueador para o sabor amargo ! (Leia nota)

Boas perspectivas para produção, em série, de "nanochifres" de
carbono. Objetivo : utilização em pilhas a combustível.

A utilização dos "nanochifres" de carbono como eletrodos aumenta o rendimento de geração de eletricidade, chegando a cerca de 10 vezes o obtido por uma pilha de íon lítio, de mesmo tamanho. (Leia nota)

Dióxido de carbono : novo mercado para fazendeiros ? Americanos, com
certeza !

A idéia é promover culturas que garantam uma cobertura vegetal permanente do solo visando, assim, auferir "créditos de carbono". (Leia nota)

Science e Nature são "promovidas" : de pedras passam a vidraças.

Estão sendo questionadas as relações entre trabalhos de pesquisadores e interesses financeiros. Resultado : as revistas assumiram o compromisso de modificar suas políticas editoriais. (Leia nota)

Produção de energia elétrica diretamente de bactérias não é nada novo.
Mas... com rendimento de 80% ?!

Isso se deve ao Rhodoferax ferrireducens - microorganismo anaeróbico, capaz de extrair elétrons de açúcares simples. (Leia nota)

O "sangue" que vem do mar. Os doadores não são nem mamíferos nem
peixes : são vermes da areia !

Pesquisadores franceses ligados ao CNRS, Conselho Nacional de Pesquisas, da França, extraem e testam com sucesso substância baseada em hemoglobina obtida de vermes da areia. (Leia nota)

Instituto do Milênio de Materiais Complexos (IMMC) realiza seu terceiro
Colóquio.

Desta vez, a temática em foco foi a Espectrometria de Massas (EM) : mudança de paradigma, novos desenvolvimentos, novas aplicações... (Leia nota)

Terapia mata, com nanopartículas, tumor cancerígeno.

Nanopartículas à base de ferro revelam grande potencialidade em situação na qual a terapia clássica não apresenta resultados satisfatórios. (Leia nota)

Diamante : a gema, a pedra a lenda.

Livro dos professores Mário Chaves e Luís Chambel conta a história deste mineral desde o início de sua exploração pelos hindus, ainda no século 8 a.C. (Leia nota)

A real natureza do mercúrio é posta às claras.

Pesquisadores americanos, canadenses e australianos sugerem que o cloreto de metilmercúrio seja o responsável pelo envenenamento humano, quando da ingestão de peixe contaminado com este metal pesado. (Leia nota)

Mera questão de opinião ou o CO2, dióxido de carbono, deixou de ser um poluente ?

Duro golpe nos ecologistas : a Agência de Proteção Ambiental Americana (EPA) considera que o CO2 e outros gases relacionados ao efeito estufa não são poluentes. É como se estivessem "limpando" o CO2 ! (Leia nota)

A linguagem dos sinais, usada por deficientes surdos-mudos, pode agora ser traduzida por uma luva eletrônica.

Seu nome é AcceleGlove; seu inventor, o pesquisador mexicano, especialista em engenharia eletrônica, da Universidade George Washington (USA). (Leia nota)

Desvendados os mistérios de um remédio tradicional chinês contra uma velha doença : o impaludismo (febre amarela).

A artesimina é parte deste segredo na luta contra uma doença que causa a morte de quase 1 milhão de pessoas por ano ! (Leia nota)

Esponjas do mar e comunicações ópticas : muito além do que imaginamos !

Fluxo luminoso é transmitido através dos filamentos de uma esponja, garantem pesquisadores do Bell Labs (USA). (Leia nota)

Instituto do Milênio de Materiais Complexos realiza seu segundo Colóquio.

Desta vez, a temática em foco foi a espectroscopia Raman : história, desenvolvimento, aplicações e novas perspectivas. (Leia nota)

Água po-tá-vel do fundo do mar ? Sim ! Como diria o outro, peixe não morre mais de sede !

Empresas européias, especializadas na exploração de fontes de água doce submarinas, dão passos importantes para que, em três anos, isto seja possível. (Leia nota)

Mundo genético ganha nova molécula : o TNA.

Artigo publicado no Journal of American Chemical Society dá conta do surgimento de um primo alemão do DNA e do RNA. (Leia nota)

Um olhar atento sobre as nanobiotecnologias.

Possibilidade promissora de combinação de materiais em escala atômica com sistemas vivos. (Leia nota)

Vodka vira combustível de biobateria.

Tradicional bebida russa foi usada para fazer funcionar uma cela a combustível. Nem Smirnoff tinha pensado nisso. Pesquisadores afirmam que o gim também funciona. E a nossa velha aguardente, será que entra nessa ? (Leia nota)

Informática molecular.

Nanoclusters de prata podem ter sua luminescência modulada e, assim, se comportar como portas lógicas. (Leia nota)

Instituto do Milênio de Materiais Complexos (IMMC) inicia o ciclo de Colóquios 2003.

O ciclo prevê a realização de sete Colóquios, de agosto a dezembro, envolvendo temáticas relacionadas às atividades do Instituto, tratadas no estado da arte e com a participação de seus pesquisadores líderes. (Leia nota)

Menos metais preciosos nas pilhas a combustível.

Pesquisadores da Universidade de Tufts, em Massachusetts (USA), liderados pela Dra. Maria Flytzani-Stephanopoulos, resolveram economizar metais preciosos ! (Leia nota)

Nanotecnologias dão relevante contribuição ao estudo de sistemas vasculares.

Tubos de polímero biodegradável e membranas porosas permitiram a construção de um sistema vascular artificial. (Leia nota)

Mesmo sendo ainda um protótipo, o chip com capacidade teórica de 10 gigabits vem chegando.

Começa a ser aberto caminho para as RAM não-voláteis ! (Leia nota)

Nanorotor elétrico : 2000 vezes mais fino que um fio de cabelo humano !

Pesquisadores americanos usam nanotubos, eletrodos de ouro e silicone para realizarem tal feito. (Leia nota)

Trigésima tese produzida no LQES - Laboratório de Química do Estado Sólido, do Instituto de Química da Unicamp.

Trabalho explora as potencialidades da utilização de cristais coloidais como "moldes" para a construção da macroporosidade e a formação de nanocompósitos com semicondutores da família II-VI (Leia nota)

Edições SBQ são destaque na Revista Química & Derivados

Em número que focaliza a questão do movimento editorial na área de Química, a revista abre espaço para a Editora da Sociedade Brasileira de Química mostrar sua primeira contribuição. (Leia nota)

Controlando as auto-estradas, diga-se : a porosidade das zeólitas.

A novidade vem de pesquisadores holandeses, os quais fizeram uso de gabaritos de fibra de carbono para a construção de poros e canais regulares. (Leia nota)

Nada de cortes : a biópsia já pode ser feita com laser !

Trabalho publicado no Proceedings da National Academy of Sciences (EUA) propõe nova alternativa para a biópsia clássica. (Leia nota)

Fibras têxteis feitas de nanotubos: dificuldades iniciais já foram vencidas.

As fibras obtidas são 20 vezes mais resistentes que o fio de aço ! (Leia nota)

O diamante amplia seus domínios - agora também é jóia para a eletrônica de alta temperatura !

Pesquisadores franceses mostraram, pela primeira vez, a possibilidade de obtenção de diamantes com elevada condutividade elétrica. (Leia nota)

Dentes sob proteção : novo escudo.

Composto à base de cálcio e fosfato poderia vir a ajudar na auto-reparação natural dos dentes. (Leia nota)

Boas-vindas à eletropriônica !

Estão pensando em colocar prions (os mesmos da doença da vaca-louca?) no seu computador. Fique tranqüilo !, diz a pesquisadora americana Susan Lindquist. (Leia nota)

UFPE sedia a Reunião Anual da SBPC - Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.

Reunião de Recife contará com mais de 11.000 participantes. Várias cidades do interior de Pernambuco participarão via imagens geradas em formato teleconferência. (Leia nota)

UnB desenvolve curativo com pele de rã para cicatrização de queimaduras.

Estudo das propriedades físicas, biológicas, morfológicas e patológicas da pele de rã, espécie Rana catesbeiana, comprovaram o poder antibacteriano e cicatrizante da mesma. (Leia nota)

Aviões movidos a hidrogênio produzido por pilhas a combustível : a Boeing promete !

"Movidos", mas nem tanto ! A idéia não é fazer a propulsão utilizando pilhas a combustível, mas, sim, fornecer energia para aquecimento e iluminação, o que, convenhamos, não é pouco ! (Leia nota)

Contrato de pesquisa milionário envolvendo bioetanol - 35 milhões de euros -, é firmado pela ABENGOA com os Estados Unidos.

E ainda tem gente que não acredita que o etanol seja um bom negócio ! (Leia nota)

Experiência em Toledo : Internet através da rede elétrica.

O projeto visa levar a internet ao meio rural. (Leia nota)

Grande cadeia de fast-food quer diminuir o uso de antibióticos na engorda de animais destinados a virar hambúrgueres. Isso nos EUA, é claro !

Em 2001, das 10 toneladas de antibióticos utilizados nas fazendas americanas, apenas de 13% a 17% serviram para melhorar o desenvolvimento do rebanho. (Leia nota)

Novas soluções para a baixa processabilidade de polímeros condutores.

Pesquisadores do LQES dão um passo importante ao combinar polímeros condutores com materiais inorgânicos fibrosos. (Leia nota)

Nanoespaço entre moléculas ? Sim. Isso já é possível !

Dendrímeros novamente criam possibilidades inusitadas. (Leia nota)

Reação catalítica revolucionária : síntese direta do propileno a partir do etileno.

Professor do Instituto de Tecnologia de Tókio consegue este tento utilizando processo altamente seletivo e à pressão ambiente. (Leia nota)

Açúcares fluorescentes para o tratamento da tuberculose ? É isso mesmo !

Agentes patogênicos da tuberculose podem ser marcados com estes açúcares. (Leia nota)

Riscos de infarto podem ser medidos.

A homocisteína na mira de pesquisadores. A idéia foi conceber um equipamento que pudesse medi-la no próprio consultório médico. (Leia nota)

Mais um nariz artificial : agora é para reconhecimento da tuberculose !

Pesquisadores alemães são responsáveis pela boa nova. (Leia nota)

Tidia : novo programa da FAPESP na área de tecnologias da informação e comunicação.

Uma rede de fibra óptica com velocidade de até 400 gigabits por segundo deve garantir a conexão entre várias instituições de ensino e pesquisas científicas no Estado de São Paulo. (Leia nota)

Instintos Acadêmicos.

Pesquisadora inglesa analisa nesta obra, editada pela Editora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, as tensões entre os pesquisadores e a mídia no tratamento de temas científicos. (Leia nota)

Tijolos podem ser datados via teor de umidade.

Tijolos e materiais cerâmicos antigos, "sob coação", revelam a idade! Não só engenheiros civis mas também arqueólogos serão beneficiados por nova técnica. (Leia nota)

Nanotubos de carbono com dupla parede : uma semicondutora, outra condutora.

Nanotubos convencionais perdem terreno para os "nanocabos coaxiais". (Leia nota)

Biopesticidas vão à luta !

No corpo a corpo com o inimigo, os biopesticidas prometem vencer. (Leia nota)

Solo oceânico : berço de diamantes ?

Estudo publicado pela revista Nature, em maio, mostra ser possível estabelecer uma ligação entre o "nascimento" dos diamantes e o solo oceânico. (Leia nota)

No Canadá, poluição produzida por instalações de lavagem a seco é reduzida em função de nova legislação.

Na limpeza a seco, quase 100% do solvente, após utilizado, se perde no meio ambiente causando danos altamente significativos. (Leia nota)

Chega de maus odores !

Aparelho capta maus odores, "preservando" o olfato humano e, por tabela, o ambiente! (Leia nota)

Unicamp realiza Oficina de Nanociência e Nanotecnologia.

Durante dois dias a Unicamp e instituições da região de Campinas "passaram a limpo" suas atividades nesta nova área do conhecimento, visando a uma atividade articulada e cooperativa. (Leia nota)

Papel eletrônico : novos desenvolvimentos, novas perspectivas.

O futuro do jornal está escrito! Não nas estrelas, mas no e-paper: papel eletrônico capaz de afixar textos. (Leia nota)

Litografias por nanoimpressão abrem a porta para a queda do preço das nanoestruturas.

Conceitos simples de gravura e de escritura são usados pelo IMRE para obtenção de nanoestruturas. (Leia nota)

Lasers à base de materiais orgânicos vêm aí ! Vários problemas críticos já foram resolvidos por equipe japonesa.

Material orgânico permite a passagem de correntes bastante elevadas: mais de 1000 A/cm2. (Leia nota)

A "luz líquida" ocupa o primeiro lugar na lista das 10 maiores descobertas de 2002 !

"Luz líquida" - um novo estado de energia está aí. Science Fiction? Desenho de animação? Pesquisadores da Universidade de Vigo mostram que não: pode vir a ser realidade mesmo! (Leia nota)

Novo processo de produção de semicondutores permite prever um futuro "ensolarado" para as células solares.

As células solares - meio de produção de energia que utiliza o sol, respeitando o meio ambiente -, tendo seu custo diminuído candidatam-se a, num futuro próximo, ser as campeãs do mercado de produção de energia alternativa, com rendimento superior a 20%. (Leia nota)

Portal do LQES recebeu mais de 100.000 visitas !

Com este número de visitas, o Portal do LQES reafirma sua posição: é um dos mais importantes endereços da Internet, em língua portuguesa, que trata de Ciência e Tecnologia, com ênfase na Química e suas implicações. (Leia nota)

Ônibus à pilha de hidrogênio ? É isso mesmo ! Madri será a primeira cidade a utilizá-lo.

O meio ambiente agradece a algumas cidades européias pela produção e uso da nova tecnologia. Enfim, poder respirar um pouco melhor ainda é possível! (Leia nota)

Chips impressos de DNA ?! Quem foi que disse ? - A Canon !

Tanto a tinta de impressoras quanto o uso de DNA para a inusitada fabricação de chips valem-se da mesma tecnologia - a do jato direto -, embora com finalidades bem diversas. Confira. Vale a pena saber! (Leia nota)

Filme plástico biodegradável : mais que uma promessa, uma realidade.

Os sérios problemas causados pelo plástico ao meio ambiente são sobejamente conhecidos. Contudo, parece que o plástico veio mesmo para ficar! Mas... isso não por muito tempo, mostram pesquisadores japoneses. (Leia nota)

Já se fala em um bilhão de transistores por processador : quem será o primeiro ?

100 milhões já são possíveis. Para um bilhão é que a coisa se complica: as fugas de corrente precisam ser vencidas. (Leia nota)

Detecção do diabetes sem coleta de sangue.

Em breve, diabéticos disporão de meios menos agressivos para a verificação de sua taxa glicêmica. (Leia nota)

A Siemens desenvolve o menor cromatógrafo a gás.

Modelo do tamanho de uma bola de futebol será lançado na Expo-feira Achema, este mês, em Frankfurt. (Leia nota)

O Sangue Novo

Empresa canadense entra com força total no mercado de purificação de sangue, concluindo uma parceria estratégica (com fins lucrativos) com a Cruz-Vermelha americana. (Leia nota)

Coordenador Científico do LQES profere Conferência Plenária no Encontro Nacional de Física da Matéria Condensada.

As novas habilidades do químico e sua contribuição para modernas abordagens científicas e tecnológicas foram a tônica da Conferência. (Leia nota)

Além de alimento e fontes de fármacos, algas também se prestam à produção de placas para isolamento térmico.

Não obstante ser um pouco mais caro, o material já é cogitado como alternativa para a lã de vidro. (Leia nota)

É chegada a vez dos semicondutores transparentes !

Óxido de zinco: do protetor solar a um novo futuro nas telas. (Leia nota)

A Natureza aplaude o "Gol Verde" 2006 !

Futebol e Preservação: nova dupla-de-área jogando no time do Meio Ambiente. (Leia nota)

Metano "on the rocks" ?

Hidrato de metano pode ser estocado e transportado, na forma sólida, à temperatura de 10 oC e pressão ambiente. (Leia nota)

Mais uma tecnologia em prol de deficientes visuais.

Semicondutores estão sendo utilizados na produção experimental de retinas artificiais. (Leia nota)

Fermento utilizado na preparação do pão e do vinho ganha, agora, novo status: chips de DNA.

Três universidades espanholas elaboram chips de DNA a partir do genoma do fermento de pão. (Leia nota)

Proteínas e eletrônica novamente juntas: prions podem ser a base para minúsculos circuitos eletrônicos.

As propriedades dos prions poderão descortinar uma nova via para a nanotecnologia. (Leia nota)

"Sala Limpa", aquela mesma usada quando da fabricação de circuitos eletrônicos, agora também na indústria de alimentos !

Instalação típica para processamento de dispositivos semicondutores é transposta para a realidade da indústria de alimentos. Os austríacos dão a partida! (Leia nota)

Formaldeído e cloreto de vinila (monômero) classificados como sendo de alto risco ambiental.

Autoridades ambientalistas japonesas repertoriam vários produtos e aprofundam estudos relacionados a outros importantes insumos e solventes usados na indústria química. (Leia nota)

Extração do licopeno do tomate : novo aproveitamento de resíduos da agroindústria.

Pesquisadores espanhóis desenvolvem método que rentabiliza a obtenção, em larga escala, do pigmento natural. (Leia nota)

Estudo publicado na Revista Nature dá conta de que acaba de ser desenvolvido, pela primeira vez no mundo, um supercondutor à base de óxido de cobalto.

Tal feito foi realizado pelos pesquisadores do National Institute for Materials Science (NIMS) do Japão. (Leia nota)

Pilha a combustível de metanol para computadores portáteis.

A inovação vem do uso do metanol puro, que é diluído no próprio processo pela água produzida quando da redução do oxigênio. (Leia nota)

Corantes alimentares são utilizados na fabricação de fotomáscaras.

Corantes alimentares não servem apenas para tornar certos alimentos mais apetitosos aos olhos. Agora, também são utilizados em fotolitografia. (Leia nota)

O biodiesel avança mais. E como !

Os óleos vegetais, na mira dos produtores do biodiesel, já contam com um forte aliado. Imaginem quem? As fezes de porco, ora essa! (Leia nota)

Reações catalíticas, analisadas em tempo recorde : menos de 1/10.000 milésimos de segundo !

Silício, platina e espectroscopia infravermelho (em reflexão) garantiram o sucesso do experimento. (Leia nota)

Recomendações de pesquisadores sensibilizam fabricantes de alimentos. Na Alemanha !!

Acrilamida em cena novamente! (Leia nota)

Densidade eletrônica : via para a compreensão da atividade terapêutica das moléculas.

Propriedades biológicas e físico-químicas de aminoácidos podem ser preditas com o conhecimento das densidades eletrônicas. (Leia nota)

"Loura", em embalagem plástica ! Cerveja ganha nova "vestimenta".

Pesquisadores e empresas começam a vencer este desafio. Segundo eles, a "roupa", neste caso, é o de menos. A validade está assegurada. (Leia nota)

O LQES Website completa dois anos e já ultrapassou o número de 80.000 visitas !

O LQES Website faz aniversário... As estatísticas dão o tom. Veja! (Leia nota)

Afinal, devemos ou não ter medo das nanotecnologias ?

O debate está aberto e, certamente, promete. (Leia nota)

Criada uma armadilha para os intermediários reacionais : nanogotas de hélio superfluido.

A idéia dos pesquisadores ingleses foi congelar, mantendo, porém, a mobilidade. (Leia nota)

Já tomou seu cafezinho hoje ? Sim ou não ?

Os efeitos do café voltam novamente à arena de discussões. (Leia nota)

A dupla LED / OLED parece ser a bola da vez.

LED / OLED suscitam numerosas pesquisas. Os resultados são cada vez mais surpreendentes! (Leia nota)

Bulimia e anorexia : a serotonina mais uma vez entra em jogo.

Pesquisador canadense mostra que, nestes casos, os genes responsáveis pela produção do hormônio não são suficientemente ativos, o que marca a origem genética das enfermidades. (Leia nota)

Yes, não temos banana !

Yes, temos sim, ainda! Mas ... por quanto tempo? A fruta, nutritiva e largamente apreciada, corre seríssimos riscos. Resta-nos correr atrás do prejuízo, para tentar abortá-lo enquanto é tempo. (Leia nota)

Coordenador Científico do LQES recebe a Medalha Raymundo Moniz Aragão, do Instituto de Química, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e profere Aula Magna.

A solenidade de entrega da Medalha e a Aula Magna ocorreram no último dia 10, no Auditório do Centro de Tecnologia, na Ilha do Fundão. (Leia nota)

Pesquisadores da Espanha visitam o LQES e o Instituto do Milênio de Materiais Complexos (IMMC).

Visita abre caminho para uma uma efetiva cooperação científica entre IM2C e o Departamento de Sólidos Porosos e Química de Intercalação, do Instituto de Materiais de Madri (CSIC). (Leia nota)

Mal de Alzheimer : já podem ser obtidas as primeiras "cartografias" da doença feitas com pacientes vivos.

Graça às técnicas de imageamento por RMN já é possível mapear e acompanhar a evolução desta doença que acomete milhares e milhares de pessoas em todo mundo. (Leia nota)

Branqueamento de dentes : um mercado em expansão !

Para se ter uma idéia, uma das fábricas destes produtos, nos últimos doze meses, teve um faturamento que chegou a 200 milhões de dólares! (Leia nota)

Pesquisadores japoneses desenvolvem técnica que leva à pilha a combustível recarregável.

O método permite recarregar a pilha de combustível, de modo que esta possa ser usada como um acumulador (de energia). (Leia nota)

Vêm aí novos debates éticos : agora é a vez da farmacogenética.

Uma, dentre as várias questões levantadas: a utilização da farmacogenética teria como conseqüência um aumento das desigualdades sociais face aos tratamentos? (Leia nota)

Condução elétrica limitada do ADN (DNA) está relacionada com sua estrutura de dupla hélice.

Fazendo uso de aparelhos de fotografia ultra-rápidos, pesquisadores holandeses mostraram que a dupla hélice do ADN faz dele um sistema bastante dinâmico e caótico. (Leia nota)

Leucemia e Agente Laranja : ligação não somente clara, mas também reconhecida oficialmente.

As seqüelas da guerra do Vietnã e Camboja continuam presentes! O preço das guerras é excessivamente alto e merece sempre profunda reflexão! (Leia nota)

Detecção de um único elétron : mais uma conquista da eletrônica em escala nanométrica.

Pesquisadores da Universidade de Toronto conseguem tal feito usando nanopartículas de ouro. (Leia nota)

Mais uma aplicação das microcápsulas : produtos agroquímicos.

A tecnologia em questão permite a liberação progressiva de agroquímicos, minimizando sua presença nas valas de escoamento. (Leia nota)

Biochip na cerveja ? Não ! Fabricação de cerveja controlada por biochip !

A Siemens (da Alemanha) resolveu dar uma folga aos mestres cervejeiros! (Leia nota)

Biogás já pode ser dessulfurizado : a eliminação do problema pode aumentar, e muito, seu consumo.

Um processo misto - químico e biológico -, é usado para eliminar o ácido sulfúrico. (Leia nota)

As aranhas avisam : tecemos fios mais resistentes que os de aço !

A resistência dos fios da teia ultrapassa à do Kevlar, material usado na confecção de coletes à prova de balas! (Leia nota)

Que respiram, sabemos ! Mas... como ? Síncrotron põe fim à controvérsia sobre a respiração dos insetos.

Físicos e entomólogos americanos desvendam o mecanismo. (Leia nota)

MCT estimulará a produção de materiais que são importados.

"Ciência e tecnologia não são diversão de cientista, são pré-requisito para o desenvolvimento econômico e social do país", ressaltou o Ministro da Ciência e Tecnologia. (Leia nota)

Entendendo melhor o funcionamento do estômago : um estômago virtual.

Engenheiros e médicos se juntam para melhor conhecer este órgão. A RMN novamente entrou em cena! (Leia nota)

Elementar meu caro Watson !

Royal Chemical Society outorga título de Membro Honorário a Sherlock Holmes. Sim, aquele mesmo, o detetive. (Leia nota)

Cozinha a altas temperaturas : sabores e cores.

Parece que há algo mais no reino das batatas fritas: a acrilamida. (Leia nota)

Microcápsulas para transporte de medicamentos : já podem ser feitas sob medida !

Coloidossoma é o nome do novo tipo de microcápsulas, cujas características podem ser mudadas em função do tipo de medicamento. (Leia nota)

A água pode dissolver nanotubos de carbono.

Pesquisadores japoneses conseguem o feito, utilizando ultra-som. (Leia nota)

Você sabe o que são "diamantóides" ?

De vilões no entupimento de dutos de petróleo, tornam-se muito interessantes para a indústria farmacêutica e de semicondutores. (Leia nota)

Glóbulos vermelhos artificiais : mais uma grande possibilidade da nanotecnologia.

Possivelmente, num futuro próximo, as transfusões não mais estarão à mercê de estoques de sangue disponíveis. (Leia nota)

Aduana de produtos importados para P&D será feita nos próprios laboratórios.

Instrução normativa nº 270, publicada pela Secretaria da Receita Federal, nos primeiros dias deste ano, diz respeito a um novo benefício para o desenvolvimento da C&T. (Leia nota)

Êxito da Sharp na fabricação de uma CPU (Unidade Central de Processamento) sobre vidro.

Empresas japonesas dão grande salto tecnológico ao integrar microprocessadores e outros circuitos sobre substratos de vidro. (Leia nota)

Transmissão de dados por laser: pesquisa de ponta na Universidade de Tarragona.

Pesquisadores espanhóis sintetizam material cristalino que possui atividade laser de quase 100%. (Leia nota)

Criptografia quântica: já estão começando as aplicações ...

A idéia é usar a tecnologia na transmissão segura de dados pela WEB. (Leia nota)

O STIX reagrupa todos os símbolos matemáticos e científicos.

Dezesseis editores de publicações científicas, sob responsabilidade do American Institute of Physics, reúnem os 7000 símbolos mais usados em matemática e em outras ciências. (Leia nota)

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco