Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Biochip na cerveja ? Não! Fabricação de cerveja controlada por biochip!

Os mestres cervejeiros podem, agora, tomar uma gelada sem entrar em fria. É isso mesmo! Antes precisavam ficar cativos, atentíssimos ao processo de fermentação da "número um das bebidas", para determinar manualmente a composição de sua mistura.

A Siemens AG, Alemanha, resolveu o problema dos mestres, desenvolvendo um "microlaboratório" que possibilita a análise, continuamente, dos parâmetros dos procedimentos em fase líquida. Trata-se de um biochip, com tempo de medida de três minutos, que permite avaliar a taxa de álcool na mistura e, assim, determinar precisamente quando a fermentação deve ser "brecada".

A eletroforese capilar é o método de medida utilizado no processo, para o qual a Siemens AG e o ISAS - Institut fur Spektrochemie und Angewandte Spektroscopie, Dortmund, desenvolveram um dispositivo de capilares que recolherá 1ml (um mililitro) de líquido por minuto, dos quais apenas um nanolitro será analisado.

Tal método é vantajoso, na medida em que possibilita diferenciar e analisar numerosos componentes, sendo o dispositivo "lab on a chip" útil às mais variadas aplicações, em diferentes campos: agroalimentar, meio ambiente, biotecnologia, farmácia, entre outros.

Handelsblatt, January 13, 2003. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco