Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Extração do licopeno do tomate: novo aproveitamento de resíduos da agroindústria.

Trinta e duas toneladas/ano de lixo são resultantes de subprodutos gerados quando da transformação industrial do tomate. Pode parecer mentira, contudo foram estes os dados fornecidos pelo Intaex - Instituto de Tecnologia Agroalimentar de Estremadura (Espanha).

O licopeno - pigmento natural, que confere ao tomate sua cor vermelha - pode, agora, graças à nova técnica desenvolvida pela Intaex, ser extraído destes resíduos industriais.

A fim de extrair o corante, tradicionalmente processava-se a pele do tomate, via trituração e posterior dissolução da mesma. A produção do licopeno atende a vários interesses comerciais: é usado como corante alimentar, quando diluído em óleo; pode ser comercializado em forma de cápsulas, em preparações terapêuticas, pois sendo um pigmento antioxidante, contribui para a prevenção de certas doenças de origem tumoral, etc.

Ainda outras utilizações para a pele dos tomates estão na mira dos pesquisadores da Intaex: produção de uma fibra alimentar, de alta qualidade, que poderá ser utilizada no enriquecimento de alimentos.

Cinco Dias, 18 de Fevereiro, 2003. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco