Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Proteínas e eletrônica novamente juntas: prions podem ser a base para minúsculos circuitos eletrônicos.

A encefalite espongiforme bovina (ESB) (doença da vaca-louca) ou a doença de Creutzfeld-Jakob são duas das enfermidades neurodegenerativas, associadas à proteína defeituosa do prion (PrP), que chamou a atenção dos cientistas, dada sua capacidade de polimerização e de mudança de configuração, visando a aplicações no mínimo singulares.

Tais propriedades do prion - na opinião de Susan Lindquist, do Whitehead Institute for Biomedical Research, em Cambridge (Massachussets, USA) e de seus colegas da Universidade de Chicago (Illinois, USA) - "poderiam abrir uma nova via na área das nanotecnologias".

Fibras finas de prions, condutoras de eletricidade, de 80 a 200 nanometros, recobertas de ouro e prata, tiveram os resultados de sua construção relatados nos Proceedings of the National Academy of Science (PNAS).

Uma levedura contendo um prion não-patogênico, a saccharomyces cerevisiae, capaz de juntar-se em fibras longas e sólidas foi a escolhida pelos pesquisadores para a realização do experimento. As fibras foram geneticamente modificadas por eles, a fim de aumentar sua afinidade com partículas de ouro, antes de recobri-las com diversas camadas de ouro e prata.

Perfeitamente estável e controlável, a estrutura final apresentou uma notável resistência à maior parte das condições de trabalho impostas na indústria de informática: pH, temperaturas, etc.

SJMN, April 01, 2003. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco