Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Riscos de infarto podem ser medidos.

Podendo-se prever os riscos de um enfarto, via pistas dadas pelo próprio organismo, muitos acidentes cardiovasculares graves poderiam ser contornados e mesmo coibidos ou evitados. Este parece ter sido o pensamento e a motivação do Eurolab-Instruments, de Salisburgo (Áustria), que buscou a colaboração das empresas AKA Tech (http://www.akatech.at), situada em Frankenmarket (nordeste de Salisburgo) e Schatzdorfer Geraetebau (http://www.schatzdorfer.at), também ao nordeste de Salisburgo, em Zipft.

Um esforço conjunto levou os pesquisadores ao desenvolvimento do Eurolyser, novo analisador químico que possibilita a medida da taxa de homocisteína do sangue. A homocisteína é uma substância produzida normalmente pelo metabolismo. Doenças cardiovasculares e a trombose venosa foram associadas a taxas elevadas de tal aminoácido no sangue.

Afetando a parede interna das artérias, ele poderá vir a interferir no mecanismo de coagulação do sangue, daí a importância de se conhecer sua taxa no sangue, o que funcionaria como um indicador mais confiável que a tão temida taxa alta de colesterol, por exemplo, na prevenção do infarto.

Os métodos utilizados para a medida da taxa de homocisteína, bastante complicados, eram pouquíssimo solicitados pelos médicos, logo, raramente realizados. As medidas eram feitas sobre sérum ou plasma, após redução por agentes redutores.

Atualmente, valendo-se da fotometria, o Eurolyser permite uma medida bem mais simples. A fotometria é um método de análise instrumental que se baseia no fato de que as substâncias coloridas absorvem uma parte do espectro luminoso.

Freqüentemente, um composto químico colorido absorve um comprimento de onda específico, possível de ser determinado varrendo-se uma solução desse composto com todos os comprimentos de onda que compõem a luz branca. Se o comprimento de onda de absorção de um composto é conhecido, a medida da concentração desconhecida de uma solução é possível, efetuando-se uma comparação com uma curva feita a partir de soluções de concentrações conhecidas desse mesmo composto (Lei de Beer).

O Eurolyser é composto de 5 fotômetros, cada um podendo medir sobre 4 diferentes canais, fato que lhe dá a vantagem de, simultaneamente, poder realizar 20 medidas diferentes.

As três empresas colaboraram dentro de uma rede que reagrupa 143 pequenas e médias empresas - a "Gesundheits-Cluster". Esse "pool" de empresas tornou viável, graças à união de seus esforços, desenvolver aparelhos cujos custos são bastante elevados.

Dentro de dois ou três anos os instrumentos poderão ser comercializados na Europa e Estados Unidos. A Eurolyser objetiva exportar 1000 aparelhos para esses dois grandes mercados. A Diazyme, empresa americana de diagnósticos, já se apressou em firmar um contrato com as três empresas austríacas da Eurolyser.

O mercado austríaco, num primeiro momento, é o alvo da Eurolyser, em particular os consultórios médicos que, sem passar por um laboratório intermediário, poderão efetuar suas análises.

O custo do aparelho, logicamente, não é dos menores: 25.000 euros (cerca de 73.000,00 reais)! Contudo, os benefícios que promete trazer para o diagnóstico precoce de doenças cardiovasculares certamente compensarão o investimento.

Para saber mais: http://www.eurolab-instruments.com

APA, may 09, 2003. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco