Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Produção de poliésteres já pode contar com novo catalisador.

A Mitsubishi Chemical dá mais um salto no campo dos catalisadores: acaba de desenvolver um catalisador, à base de titânio, 30 vezes mais ativo que aquele de antimônio, e com uma vantagem adicional - sem introduzir qualquer coloração amarela, mesmo para a polimerização no estado sólido, realizada quando da fabricação de garrafas, processo até o presente considerado bastante difícil.

É conhecida a reputação dos catalisadores à base de titânio de serem bastante ativos na síntese de poliésteres, conferindo-lhes uma coloração amarela. Por conseguinte, os procedimentos habituais utilizam um catalisador à base de antimônio, metal pesado e fonte de poluição.

A fim de resolver o problema da "superatividade" foi introduzido pela empresa, no processo de síntese, um regulador catalítico, compatível com o catalisador titânio.

A Mitsubishi, em sua fábrica na Indonésia, colocou em prática o novo procedimento, para a produção de garrafas de poliéster de diferentes tamanhos. Pretende, num futuro bem próximo, passar a outros tipos de produção - fibras e filmes, em particular. Espera gerar receitas da ordem de 100 milhões de dólares, para então vender o licenciamento.

Japan Chemical Week, September, 09, 2003. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco