Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Computador do tamanho de um grão de areia.

As universidades de Edimburgo, de Glasgow, de Napier, de St. Andrews e de Strathclyde, todas escocesas, acreditando que a união faz a força, resolveram juntar-se para desenvolver um computador do tamanho de um grão de areia. Tratando-se de um projeto ambicioso - batizado como Speckled Computing (speck = grão) -, e bastante caro, a solução foi dividir o custo de 1,3 milhões de libras (por volta de 1,9 milhões de euros, o que equivale à cerca de 2,0 milhões de dólares!).

Esperam que, daqui a quatro anos, esses grãos de semicondutor devam formar um cubo de um milímetro de aresta. Os pesquisadores fixaram um nível intermediário, a ser atingido em dois anos: 5 mm3, o que já pode ser considerada uma façanha e tanto!

Os grãos deverão integrar um processador de tratamento de sinal (DSP), facilidades para comunicação de rádio, uma fonte de energia e detectores. Conectados em rede, analisarão seu ambiente e comunicarão juntos, contando cada grão com uma potência de cálculo limitada. Mas, aqui, novamente vale o lema: "unidos venceremos!". Assim, milhares de grãos trabalhando em conjunto poderão fornecer uma potência importante.

Dentre as aplicações objetivadas para o produto está um detector médico que poderá ser "vaporizado" sobre o peito de um paciente e monitorar seu coração.

Electronics Weekly, november, 2003. (Tradução/Texto - MIA)

<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco