Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Cimento à base de fibras vegetais conquista mercado brasileiro.

Desenvolvido pelos departamentos de Zootecnia e de Construção Civil da Universidade de São Paulo (USP), o fibrocimento - mistura de fibras vegetais, de madeira e plantas na massa de cimento - está conquistando o mercado brasileiro e substituindo materiais de construção produzidos com amianto, como telhas e caixas d´água.

A tecnologia do fibrocimento utiliza resíduos de fibras vegetais de madeiras - pinho e eucalipto -, e de não-madeiras - sisal, bananeira e coco - como matéria-prima para reforçar os materiais cimentícios. A mistura garante maior durabilidade e resistência a cargas dinâmicas, como chuva de granizo, por exemplo. "O reforço das fibras representou uma melhoria significativa do desempenho mecânico e da durabilidade desses materiais", afirma o professor e coordenador do projeto, Homer Savastano Júnior.

Outros tipos de biomassa também estão sendo estudados para futura utilização como substitutos do cimento Portland convencional, como a escória de alto forno e cinzas de casca de arroz e de bagaço de cana-de-açúcar.

Para os pesquisadores, a utilização do fibrocimento na fabricação de outros produtos, como divisórias, painéis, forros, pisos é apenas uma questão de tempo. Além da versatilidade demonstrada pelo produto, o Brasil, como um país tropical, possui grandes estoques de matéria-prima.

Agência USP, 23 de dezembro, 2003.


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco