Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Além de biodegradáveis, ainda são resistentes ao fogo. Pudera : são os novos plásticos.

Ao contrário dos plásticos derivados do petróleo, aqueles oriundos de vegetais apresentam a vantagem de serem biodegradáveis, com o inconveniente de apresentarem uma fraca resistência ao fogo, o que limita seu campo de aplicação.

Agora, plásticos biodegradáveis, à base de vegetais, podem ter sua resistência ao fogo aumentada. Isso graças a Sony (Japão) que, em colaboração com a Mitsubishi Plastics (Japão) desenvolveu uma nova tecnologia. Apostando no novo material, a Sony acredita poder conceber peças em plástico para um leitor de DVD, que pretende colocar no mercado por volta de setembro de 2004.

Na nova tecnologia, o hidróxido de alumínio é acrescentado para diminuir os riscos de inflamabilidade e retardar a propagação do fogo. O material produzido está de acordo com as normas européias para substâncias tóxicas e com as normas americanas de inflamabilidade podendo, assim, ser utilizado para os produtos elétricos como consoles de jogo e equipamentos audiovisuais. Em alguns de seus produtos, como leitores de cassetes, a Sony já vinha utilizando plásticos derivados de vegetais.

Um tempo de moldagem maior é um dos inconvenientes apresentados por esse tipo de material, inconveniente logo remediado pela Sony com uso de aditivos especiais.

Nihon Keizai Shimbun, February 13, 2004. (Tradução/Texto - MIA)


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco