Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Úlceras estomacais sob sujeição.

Bjorn Timmer, pesquisador holandês, desenvolveu um detector de amônia, em miniatura, que, em três etapas, detecta a substância. Tal detector, sensível a pequenas quantidades é, ainda de quebra, muito barato.

A amônia gasosa entra, inicialmente, em contato com uma solução ácida que a aprisiona. Uma bomba transporta a solução para uma secção de separação formada por dois canais, separados por uma membrana permeável. A amônia passa, então, através da membrana, para um segundo canal, no qual é bombeada uma corrente de água purificada, que a transporta. Finalmente, um detector de condutividade mede a concentração de íons amônio na corrente de água. O novo detector permite determinar uma concentração de amônia de uma parte por um bilhão de partes de ar.

Uma forte concentração de amônia no ar expirado indica infecções bacterianas no estômago, tais como as úlceras. Trata-se, portanto, de um detector miniatura que pode ser utilizado para a detecção das mesmas.

O detector pode também ser usado no controle do nível de qualidade da ventilação de ambientes de criação de galinhas e de porcos.

No momento, a empresa R.&R. Mechatronics faz um estudo sobre a viabilidade de produção do chip.

NWO Research Reports, 6/2004. (Tradução/Texto - MIA)


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco