Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Uma declaração de amor à Química

Com um Prêmio Nobel no currículo (ganho em 1981) e uma vocação para a poesia materializada em alguns livros, Roald Hoffman decidiu empreender a tarefa de mostrar as belezas da Química aos "não iniciados" e defender eloqüentemente uma ciência situada entre o infinitesimal e o monumental. O resultado foi o livro O Mesmo e o Não-mesmo, que é lançado agora em português pela Editora Unesp.

Este trabalho de Hoffman é freqüentemente comparado ao que Stephen Hawking fez em relação à cosmologia, tornando acessíveis concepções científicas que antes estavam envoltas por uma aura de inviolabilidade. Mas, ao contrário do físico britânico, o químico polaco-americano não evita o uso de fórmulas e diagramas complexos. O Mesmo e o Não-mesmo está repleto delas. E, surpreendentemente, o texto continua atrativo e compreensível.





Roald Hoffman, autor do livro "O Mesmo e o Não-mesmo".

Créditos: Jennifer Saylor, Wordpress



Não apenas termos como enantiômetros ou expressões como (CH3)3COOCO passam, pouco a pouco, a fazer sentido, mas é a própria Química (a identidade dos elementos e as transformações da matéria) que se passa a entender de maneira clara. Hoffman começa insistindo em esclarecer como as dualidades (dano e proveito, estático e dinâmico, natural e inatural, etc.) definem a Química. "Um fato químico - uma molécula, uma reação - está", escreve o autor, "de algum modo suspenso no espaço multidimensional, real e mental, definido por essas dualidades". Outro objetivo declarado de Hoffman é mostrar "o que os químicos realmente fazem", abrir uma janela para um mundo desconhecido para a maioria das pessoas. Isso sem esquecer a responsabilidade social do cientista e de como este se insere na sociedade.





Capa do Livro "O Mesmo e o Não Mesmo" de Roald Hoffman.

Créditos: Editora da Unesp



Nesse processo, entram não apenas os conceitos e as fórmulas químicas, mas também a literatura de Goethe, a música de Tchaikovsky e a pintura de Goya. Isso porque, como descreve o New York Times Books, O Mesmo e o Não-mesmo "consiste de partes quase iguais de arte e ciência", levando o leitor a compreender, entre muitas outras coisas, a razão do desastre da talidomida e do sucesso dos antibióticos, como trabalha a hemoglobina, como os químicos analisam uma nova substância e como a sintetizam.


Sobre o Autor - Roald Hoffman é John A. Newman, Professor de Ciências Médicas na Cornell University. Além de ter dividido, em 1981, o Prêmio Nobel de Química com Kenichi Fukui, foi agraciado com a Medalha Priestley da Sociedade Americana de Química e com os prêmios Arthur C. Cope de Química Orgânica e ACS de Química Inorgânica. Foi também apresentador de um documentário para a televisão norte-americana, em 26 episódios, intitulado "O mundo da Química".

Pluricom Informa, 20 de agosto, 2007.


Nota do Managing Editor: título: O Mesmo e o Não-mesmo; Roald Hoffmann; 341 páginas; 16 x 23 cm. Preço - R$ 49. ISBN: 85-7139-761-2.Os livros da Fundação Editora Unesp podem ser adquiridos pelo telefone (11) 32427171, ou pelo site www.editoraunesp.com.br.


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco