Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Prêmio Nobel da Física com resultados comerciais.

Os dois laureados descobriram a GMR em 1988, durante trabalhos desenvolvidos separadamente. Os dois também ganharam em conjunto o Prêmio Japão 2007 pelo seu trabalho.

A descoberta levou à nanotecnologia que teve um forte impacto nas tecnologias de informação e da comunicação, permitindo, sobretudo, produzir as cabeças de leitura que equipam hoje todos os discos rígidos.

Graças a esta descoberta foi, sobretudo, possível conseguir a enorme miniaturização dos discos duros a que se assiste hoje em dia, diz o Comitê Nobel em comunicado.

"A história do efeito GMR é uma demonstração muito boa de como uma inesperada descoberta científica pode originar tecnologias completamente novas que resultam em produtos comerciais", destaca o Comitê Nobel.



Professor Albert Fert nasceu há 69 anos, em Carcassone (França). Desde 1995 é diretor científico da Unidade Mista de Física, do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS/Thales), em Orsay (França).

Créditos: SIC



As pesquisas na área de nanociência continuam em forte expansão. Os cientistas conseguem, cada vez mais, guardar enormes quantidades de informação em espaços cada vez menores.




Peter Grunberg, de 68 anos, é professor no Instituto Forschungszentrum Jlich, na Alemanha.

Créditos: SIC



O efeito GMR é o resultado de uma grande resposta elétrica proveniente de um pequeno estímulo magnético. Quando os átomos são colocados nas camadas magnéticas dos discos rígidos, interagem de modo diferente, o que permite armazenar uma maior quantidade de dados.

Isto é devido à propriedade intitulada "spin" dos elétrons, uma das partículas que constituem os átomos. As variações de "spin" produzem as variações de resistência elétrica usadas para armazenar os dados nas superfícies magnéticas.

A aplicação prática desta descoberta resultou num sem número de aparelhos portáteis e de pequeno tamanho. Os exemplos são os telefones celulares, pequenos computadores portáteis, leitores de música MP3 ou o iPod.

Mas permitiu também tudo o que implica uma grande quantidade de informação, como o YouTube, comentou Chris Marrows, um físico da Universidade de Leeds, especializado na área da ciência denominada "spintronics".

Os laureados receberão, a 10 de dezembro, em Estocolmo, uma medalha de ouro, um diploma e um cheque de 10 milhões de coroas suecas (1,08 milhões de euros, 1 euro ~ 2,53 reais), quantia que será dividida pelos dois.

No ano passado, o Prêmio Nobel de Física foi partilhado pelos norte-americanos John Mather e George Smoot por trabalhos sobre as radiações cósmicas que suportam a teoria do Big Bang para explicar a origem do Universo.


Nota do Managing Editor: o texto desta notícia foi primeiramente veiculado pela SIC (http://sic.sapo.pt), em 09 de outubro de 2007.


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco