Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Transmitir corrente sem fio : mais uma aplicação da Ressonância Magnética Nuclear.

Uma equipe de pesquisadores americanos, dirigida por Marin Soljacic e André Kurs, conseguiu transmitir uma corrente elétrica sem fio, graças ao fenômeno da ressonância magnética nuclear. No ano passado, após haver teorizado e simulado no computador seu procedimento, Soljacic e seus colegas passaram ao ato. Conseguiram acender uma lâmpada de 60 W a partir de uma fonte de energia situada a mais de dois metros, sem conexão física entre as duas. Os métodos precedentes de transmissão de eletricidade sem fio já foram testados - a idéia é antiga -, e alguns utilizam radiações eletromagnéticas. Entretanto, a perda é alta e o procedimento ineficaz.

Os físicos do MIT preferiram se valer do princípio da ressonância: dois objetos que têm a mesma freqüência de ressonância podem trocar energia sem interagir com outros objetos ao redor. O efeito mais conhecido de ressonância é aquele de uma criança brincando num balanço: se ela dá impulsos que coincidem com a oscilação natural do balanço, a energia aportada pela criança vai amplificar o movimento do balanço.





Experimento realizado pelos pesquisadores do MIT.

Créditos: Science



Os pesquisadores conceberam dois ímãs de cobre cujas freqüências são casadas. O emissor é ligado à fonte de energia, o receptor, à lâmpada. Os objetos colocados entre os dois não bloqueiam a transmissão, uma vez que não têm a mesma freqüência, explicam os pesquisadores. Outra vantagem: a ressonância magnética interage pouquíssimo com os organismos vivos, contrariamente ao que acontece com um campo elétrico. Com esse procedimento, Marin Soljacic estima que um computador portátil pode funcionar sem que tenha necessidade de ser conectado à rede elétrica.

Outros aparelhos poderiam igualmente ser recarregados sem fio: telefones, PDA (Personal Digital Assistant, assistente pessoal digital), entre outros.

Science, consultado em 19 de junho de 2007 (Tradução - MIA).


Nota do Scientific Editor: a presente notícia é baseada no trabalho "Wireless Power Transfer via Strongly Coupled Magnetic Resonances", de autoria de A. Kurs, A. Karalis, R. Moffatt, J. D. Joannopoulos, P. Fisher e M. Soljacic, publicado on-line na revista Science, em 07 de junho de 2007.


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco