Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Nanopartículas de ouro contra o câncer de próstata.

Uma equipe de pesquisadores do Centro Hospitalar Universitário do Quebec (CHUQ) (Canadá) recebe subvenção da sociedade canadense do câncer para suas pesquisas visando desenvolver um tratamento contra o câncer da próstata, com o auxílio de partículas de ouro radioativas.

A equipe do Dr. Marc-André Fortin realiza trabalhos objetivando sintetizar, de forma rápida, nanopartículas de ouro radioativas, cuja utilização seria mais eficaz que o tratamento convencional utilizado para destruir os tumores.



Pesquisa visa utilizar nanopartículas de ouro no tratamento do câncer de próstata.

Créditos: Rádio-Canadá.


Atualmente, um grande número de pacientes atingidos pelo câncer de próstata é tratado por curieterapia (radioterapia). Esta técnica consiste em injetar na próstata até 100 implantes radioativos, sob forma de pequenos grãos metálicos que têm a forma de grãos de arroz.

No entanto, esta técnica, embora eficaz, apresenta inconvenientes para os pacientes, menciona o Dr. Fortin. "60 a 100 grãos, tão volumosos, implantados no órgão, levam à dor e mesmo a uma série de transtornos", disse ele.

Segundo o médico, o tratamento que se tem em vista apresenta diversas vantagens. Ele seria mais preciso, porque as partículas de ouro - bem menores -, difundiriam de modo mais homogêneo a radioatividade no órgão tratado. O tratamento em questão seria também menos doloroso.

"O ouro é muito biocompatível, portanto bem aceito pelo corpo humano, não ocasionando rejeição e nem inflamação causada pelo metal em si e, ainda, o ouro permite interagir com o elemento rádio, para aumentar ainda mais o efeito radioterápico", precisa o Dr. Fortin.

O câncer de próstata é o câncer mais frequente no homem e a terceira causa de mortalidade por câncer.

Radio Canadá (Tradução - MIA).


Assuntos Conexos:

Estatinas vêm se juntar ao arsenal de armas contra o câncer?


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco