Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

MCTIC lança e-book sobre aplicações da nanotecnologia no agronegócio.


Já está disponível o primeiro e-book da série “Nanotecnologia Aplicada”, uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para promover o conhecimento sobre o tema. O primeiro volume, “Nanotecnologia aplicada ao agronegócio”, pode ser baixado gratuitamente no site do MCTIC.

“O Brasil é protagonista em agronegócio. O e-book visa uniformizar, em linguagem direta e simples, de forma a atingir a todos os segmentos de público, o que se fala em nanotecnologia no Brasil, explicando o que é o conceito, utilizando exemplos. Na publicação, de forma resumida, apresentamos um pouco do esforço nacional liderado pelo MCTIC no tema e apresentamos algumas aplicações, produtos e serviços de destaque já desenvolvidos por empresas e startups nacionais”, explica o coordenador-Geral de Desenvolvimento e Inovação em Tecnologias Convergentes e Habilitadoras, Leandro Berti.

De acordo com ele, uma forma de definir a nanotecnologia é conceituá-la como a “engenharia da vida”. “A nanotecnologia não é algo novo, mas sim algo que está presente em nossas vidas desde o início, ligada intimamente ao funcionamento de nosso organismo e parte essencial da natureza para criar toda a diversidade existente, ou seja, a engenharia da vida.”



Nanotecnologia no agronegócio.

Créditos: UEL


Na publicação, há exemplos de aplicações nanotecnológicas que contribuem para reduzir a velocidade do amadurecimento de frutos e legumes e até mesmo um sal com 50% menos sódio, capaz, no entanto, de preservar a experiência sensorial. “Há um polímero nanotecnológico desenvolvido por empresa brasileira que retarda o tempo de amadurecimento do fruto, fazendo com que demore um pouco mais a apodrecer. Desse modo, se ganha em economia, energia, logística, saúde, segurança alimentar e nutricional, além, é claro, de reduzir o desperdício”, diz Berti.

Ele ressalta que não há alterações genéticas ou químicas nas aplicações ou desenvolvimentos de produtos nanotecnológicos.

Também é possível solicitar o e-book “Nanotecnologia aplicada ao agronegócio” à Coordenação-Geral de Desenvolvimento e Inovação em Tecnologias Convergentes e Habilitadoras (CGTC) do MCTIC, pelo e-mail cgtc@mctic.gov.br.

Os próximos e-books deverão tratar dos seguintes temas: “Nanotecnologia aplicada à defesa” e “Nanotecnologia aplicada a Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs)”.

MCTIC. Posted: abril 18, 2018.


Nota do Scientific Editor: Caso queira conhecer fundamentos básicos sobre a nanotecnologia, clique aqui.


Assuntos Conexos:
Nanotecnologia e o Agronegócio.



<< voltar para novidades

 © 2001-2018 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco