Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Trítio pode ser extraído da água. Basta ter o catalisador certo !

Químicos moscovitas produziram um catalisador que permite extrair o trítio (isótopo radiativo do hidrogênio) da água e obter água pesada de excelente qualidade, graças a um método original, mais eficaz e bem menos caro.

O catalisador, desenvolvido pela Universidade Russa de Tecnologia Química (RHTU) D.I. Mendeleiev (Rússia), é constituído de "bolinhas" leves, de cor cinza, de um copolímero de estireno e de divinilbenzol, de diâmetro 0,8 a 1,2 mm. A cor cinza vem da finíssima camada de platina. No catalisador, a reação de troca de átomos de trítio por prótons produz um gás de trítio quase puro.




(A) (B) (C)


Isótopos do Hidrogênio: (A) Hidrogênio, (B) Deutério e (C) Trítio.

Créditos: Synapses




O polímero pode suportar temperaturas de no máximo 150 oC e uma forte radiação. Ademais, o catalisador é hidrófobo: a platina não é "molhada", e apenas o vapor de água reage com o hidrogênio, o que aumenta a eficiência do catalisador, em relação a dispositivos clássicos à base de carvão ativo, habitualmente empregados.

Seguramente, a platina custa caro! Todavia, como está presente em baixa quantidade (1% do catalisador), seu preço é baixo, comparado àqueles do processo em seu conjunto e do trítio obtido. Não obstante, os químicos da RHTU se debruçam atualmente sobre a possibilidade de utilização do paládio.

Innova Tech (www.innovatech.be), consultado em 20 de maio de 2007 (Tradução-MIA).


Assuntos conexos:
Fusão controlada: vencida uma etapa decisiva.

Geração de nêutrons com aparelho de bolso...


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco